Nordeste Rural | Homepage


Produtos que vão dar descontos ao agricultor familiar quando for pagar o Pronaf, este mês

🕔12.fev 2020

PronafA relação dos produtos do Programa de Garantia de Preços para a Agricultura Familiar (PGPAF) com direito ao desconto em fevereiro nas operações de crédito nas instituições financeiras foi publicada no Diário Oficial da União. Os produtores terão desconto no momento de pagar o crédito do Pronaf.

O desconto é aplicado pelo banco que operou o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) sobre o valor a ser pago pelo agricultor do financiamento dos produtos que constam na lista. Com isso, o agricultor tem assegurado, no mínimo, o custo de produção.

A lista, com os produtos e os estados contemplados, tem validade de 10 de fevereiro a 9 de março deste ano, conforme a Portaria nº 06 da Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Os produtos que registraram queda de preço de mercado terão descontos no momento de amortização ou liquidação do crédito. O desconto concedido é correspondente a diferença entre o preço de mercado e o de garantia, que tem como base o custo variável de produção.

Os produtos com bônus são: banana, castanha de caju, cebola, feijão caupi, juta/malva, laranja, mamona em baga, manga, maracujá, mel de abelha, pimenta do reino e raiz de mandioca.

Para os agricultores que têm operações de investimento sem um produto principal, que é a fonte de renda para pagamento do financiamento, há o bônus da cesta de produtos. Nesses casos, os descontos são calculados por meio de uma composição dos bônus do feijão, leite, mandioca e milho.

Os estados que integram a lista deste mês são: Amazonas, Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Piauí, Paraná, Pará, Paraíba, Pernambuco, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Sergipe, Santa Catarina, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, São Paulo, Tocantins e Espírito Santo.

Algumas culturas terão bônus acima de 45%, como é o caso da cebola para agricultores do Rio Grande do Sul. O produto, que tem preço de garantia de R$ 0,73/kg, foi vendido no mercado no último mês a R$ 0,40/ kg, que corresponde a apenas 54% do valor garantido pelo programa. Os descontos de todos os cultivos são calculados mensalmente pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e divulgados pela Secretaria de Política Agrícola do Mapa.

 

CITEquin - Hospital do Cavalo, Paudalho-PE