Nordeste Rural | Homepage


Produtores do cerrado terão palestras para orientar sobre produção de uva e goiaba

🕔19.mar 2016

goiabeiraO grande interesse de produtores rurais da região pela produção de uva e goiaba fez com que os organizadores da Femec planejassem palestras gratuitas sobre os dois temas. “A Cultura da Goiaba: Alternativa para a Região do Cerrado Mineiro” e a “Produção de Uvas para Mesa e para Elaboração de Sucos e Vinhos” serão dois temas tratados pelos especialistas Daniel Angelucci, pesquisador da área de fruticultura da EPAMIG/OESTE. As orientações acontecem no dia 1º de abril dentro da programação técnica da Femec, Feira do Agronegócio do Estado de Minas Gerais, que acontece de 29 de março a 1º de abril, das 8h às 20h, no Parque de Exposições Camaru, com entrada franca.

De acordo com Angelucci, a uva é cultivada no Triângulo Mineiro, em Capinópolis e em Araguari, no Distrito de Amanhece. Em Uberlândia, a Ferub já faz estudos para desenvolver um projeto experimental. “A nossa região é importadora de variedades de uvas, mas o cerrado mineiro é perfeitamente adaptável a esse cultivo, tanto que o interesse vem de pequenos, médios e grandes produtores rurais, que querem a uva para mesa ou para processamento de sucos e vinhos finos”, disse.

Quanto às condições para a produção de uvas na região, Daniel Angelucci explica que a quantidade e qualidade serão satisfatórias desde que se faça uma inversão no ciclo, com poda em janeiro e colheita no meio do ano, durante o inverno. “Como durante o inverno em nossa região temos dias quentes e noites frias, isso favorece à cor, doçura e qualidade da uva”, destacou.

Em relação à goiaba, Daniel Angelucci disse que a fruta ocupa cerca de 28 hectares na região, com destaque para cidades como Rio Paranaíba, Patos de Minas, Ibiá e Conquista. “O Cerrado oferece a possibilidade de colheita o ano inteiro. A goiaba é uma importante alternativa comercial para mesa e processamento de doces e sucos”, concluiu.

CITEquin - Hospital do Cavalo, Paudalho-PE