Nordeste Rural | Homepage


Produtores do cerrado investem no plantio de milheto porque causa da boa rentabilidade

🕔02.set 2021

Híbridos de Milheto Graníferos apresentam uma série de benefícios para o produtor, como altas produtividades, redução de nematoide (Pratylenchus brachyurus) e aumento da produtividade da cultura subsequente. O milheto produz grãos de alta qualidade que são usados em rações para aves, suínos, no confinamento de gado e, agora, podem ser utilizados na alimentação humana, como ingredientes de alimentos integrais.

As produtividades alcançadas, a qualidade dos grãos e a valorização estão impulsionando o plantio do milheto nos cerrados. Muitos agricultores da região produziram média de 50 sacas por hectare na última safra. O motivo tem relação com o manejo correto da lavoura, que foram executados pelos agricultores desde o plantio até colheita.

O milheto teve uma transformação ao longo das safras, saindo de uma cultura de cobertura de solo para uma excelente alternativa de produção de grãos de alta qualidade e liquidez, e ainda com benefício adicional de ser propulsor de produtividade da soja, combatendo ainda nematoide. Mais recentemente se tornou ingrediente autorizado pela Anvisa para a fabricação de alimentos integrais.

“Estamos diante de um produto gerador de ganhos para todos os segmentos do agronegócio, nas últimas safras o grão vem alcançando uma excelente valorização. O grão do milheto apresenta alta liquidez, alto teor de proteína e aminoácidos essenciais, tornando-se fundamental para a produção de ração de qualidade, gerando uma excelente renda para o agricultor, pecuarista e para as granjas de aves”, afirma o diretor comercial da ATTO Sementes, Juca Matielo.

 

CITEquin - Hospital do Cavalo, Paudalho-PE