Nordeste Rural | Homepage


Pernambuco deve ter uma safra de feijão de corda 16,2 % maior este ano

🕔23.Maio 2022

A região Nordeste é um importante polo na produção de feijão-caupi na segunda safra. Em Pernambuco, o produto de segunda safra deverá render 28 mil toneladas (16,2% de aumento em relação ao ciclo anterior). Os dados são do 8° boletim da safra de grãos, divulgado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), na última quinta-feira (12).

A produção pernambucana total de caupi – somadas primeira, segunda e terceira safras – está estimada em 34,7 mil toneladas (8,1% de aumento em relação ao ciclo anterior). Pernambuco é o terceiro maior produtor de feijão caupi do Nordeste.

A colheita do feijão de segunda safra está bem adiantada, chegando a mais de 80% dos 97,3 mil hectares semeados com a cultura. Apesar das lavouras terem sido afetadas nos últimos tempos pela escassez de chuvas, a estimativa é que a produção de caupi seja superior à da safra passada, principalmente pelo aumento na produtividade.

Todavia, o aumento da produção do caupi não compensou completamente a retração observada nos outros tipos de feijão. A produção total da leguminosa em Pernambuco deverá fechar o ciclo em 94,8 mil toneladas, retração de 9,6% em relação à safra 2020/2021; com área plantada de 216,8 mil hectares: 4,1% menor que o observado no ciclo anterior.

 

CITEquin - Hospital do Cavalo, Paudalho-PE