Nordeste Rural | Homepage


Os benefícios de cultivar uma horta urbana

🕔12.fev 2024

Assim como as espécies de flores e folhagens, que já consolidaram sua presença dentro das casas e apartamentos, uma prática que tem se tornado cada vez mais comum, é cultivar o próprio tempero e até algumas frutas e hortaliças, em vasos e jardineiras. Além de ser mais uma opção para quem gosta de ter plantas em casa, ainda traz o benefício de cultivar o alimento de uma forma mais saudável (orgânica) e prazerosa.

A prática não tem se limitado apenas ao ambiente doméstico, muitos locais, principalmente restaurantes, estão aderindo à horta urbana, que reúne vários benefícios como: praticidade, economia, sustentabilidade e, claro, muito sabor.

Seja cultivando ou comprando de hortas parceiras, bons restaurantes garantem o fornecimento de seus ingredientes, agregando valor e sabor aos estabelecimentos. Um exemplo é o Restaurante Mocotó, do chef Rodrigo Oliveira, localizado na zona norte de São Paulo, cuidado pela empresa “Sabor de Fazenda”, produtora de mudas orgânicas que fica na mesma região. Além de fornecer ervas e hortaliças para diversos locais, o projeto também oferece outros serviços como cursos e treinamentos.

O restaurante coreano Komah, da Barra Funda, conta com ingredientes cultivados na horta da casa de Myung Yul Shin Lee, mãe do chef Paulo Shin. O também paulistano Tuju, de Ivan Ralston, chama atenção inclusive pelo seu espaço, já que todo cantinho ocioso do acaba virando um canteiro. Além disso, conta com três diferentes hortas, aproveitando o espaço interno do local. O estrelado Lasai, no Rio de Janeiro, do chef Rafael Costa e Silva, também mantêm duas hortas agroecológicas, uma no Vale das Videiras e outra no Itanhangá, que garantem 40% das hortaliças utilizadas na sua cozinha, oriundas de produção própria.

 

CITEquin - Hospital do Cavalo, Paudalho-PE