Nordeste Rural | Homepage


O uso de energia solar na pequena propriedade rural só oferece benefícios

🕔22.set 2021

Energia solar é a designação dada a qualquer tipo de captação de energia luminosa e energia térmica proveniente do sol e sua posterior transformação em alguma forma utilizável pelo homem, seja diretamente para aquecimento de água ou ainda como energia elétrica ou mecânica. Já foi desenvolvido um kit básico e de fácil aquisição que permite essa transformação.

A Engenheira Agrônoma Darcy de Andrade Regis da Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola (EBDA) informa que, na Bahia, o uso da energia solar já foi comprovado e é utilizado neste estado para diferentes fins como aquecimento de água para cozinhas e chuveiros, secador rural de café, cacau, mandioca, abacaxi e banana, sistemas de bombeamento para irrigação, para piscicultura, para consumo comunitário, cercas eletrificadas para contenção de amimais (caprinos, ovinos, bovinos), eletrificação em escolas, aldeias indígenas, em creches e em casas de farinha.

“A energia solar não traz qualquer tipo de prejuízo para o produtor ou mesmo para o residente urbano que queira utilizá-lo. É só uma questão de saber utilizá-la e, para isso, deve-se procurar um técnico que tenha conhecimento para providenciar a adequação ao que se quer usar” afirma o técnico da EBDA e engenheiro agrônomo José Eduardo Colonnezi.

Abundante e permanente, renovável a cada dia, a energia solar não polui e nem prejudica o ambiente, apresentando-se como uma das alternativas energéticas mais promissoras para enfrentarmos os desafios do novo milênio. É uma boa solução para áreas afastadas e ainda não eletrificadas, especialmente num país como o Brasil onde se encontram bons índices de insolação em qualquer parte do território.

CITEquin - Hospital do Cavalo, Paudalho-PE