Nordeste Rural | Homepage


Variedades de sementes de banana prata mais resistentes a doenças

🕔14.Maio 2022

A banana é uma das frutas mais consumidas no mundo. O Brasil é o segundo maior produtor desta fruta e o maior consumidor. No Espírito Santo a produção de banana tem uma grande importância social e econômica, tendo uma área cultivada de 21 mil hectares. Mas a cultura enfrente problemas com o ataque de pragas. No ano de 2003, em alguns congressos internacionais sobre bananas, chegou-se a publicar uma possibilidade de extinção da banana em 10 anos, sobretudo devido à sigatoka-negra, uma das doenças que mais ataca os bananais. No Brasil, a sigatoka-negra e o mal-do-panamá já contaminaram lavouras das regiões Norte e Centro-Oeste e do estado de São Paulo.

A partir dessa preocupação, o Instituto de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper-ES)  junto com a Embrapa promovem estudos para produzir bananas do tipo prata resistentes às doenças sigatoka-ne-amarela, e ao mal-amarelo . Segundo o pesquisador do Incaper, José Aires Ventura, como novas variedades apresentam muitas vantagens para os produtores. “O peso do cacho destas variedades é o dobro do peso da banana prata, ou seja, a produtividade que alcançam por área é duas vezes maior”, afirma. As novas variedades melhoradas foram desenvolvidas a partir de técnicas de tratamento genético e não são produtos transgênicos, diz o pesquisador.

As bananas Japira e Vitória conseguem uma vida de prateleira maior após a colheita que é valorizada pelos produtores, comerciantes e consumidores. Nestes anos essas variedades foram encontradas no Espírito Santo, na Bahia no Amazonas. As variedades apresentaram ótimo desenvolvimento e crescimento, dando frutos de excelente qualidade.

 

 

CITEquin - Hospital do Cavalo, Paudalho-PE