Nordeste Rural | Homepage


O uso de técnicas de maior eficiência para se aplicar defensivos agrícolas por terra e no ar

🕔22.jan 2022

A aplicação eficiente de equipamentos agrícolas está diretamente relacionada a uma série de fatores, como também questões ambientais, desde a determinação do usuário aos equipamentos utilizados. O pesquisador da Embrapa Soja (Londrina/PR), Fernando Adegas, e especialista em mecânica e tecnologia de aplicações agrícolas, Marco Antônio Gandolfo, explica que é importante otimizar a utilização dos agroquímicos, como herbicidas, fungicidas ou inseticidas.

Para o pesquisador Fernando Adegas, “em geral, todos os fatores do processo de produção agrícola, a aplicação dos defensivos agrícolas ainda é a pior parte em todo o processo de tecnologia da produção agrícola. Isso ocorre no mundo inteiro, não só no Brasil”, diz. Ele explica ainda que “As condições climáticas para uma boa aplicação não são muito altas, abaixo de 30 graus, como o vento não é muito baixo, acima de 55 ou 60 por cento, e não há gota muito forte para fora do local de aplicação” , destaca.

O pesquisador alerta para pequenos detalhes em relação aos pulverizadores que devem ser levados em conta. “O importante é a boa dos equipamentos, com destaque para os sistemas de manutenção, pontas e bicos”. Já o especialista Marco Antônio Gandolfo os mesmos equipamentos usados ​​nas aplicações podem ser empregados nas terrestres, e vice-versa. No entanto, o produtor precisa avaliar a necessidade ou não de se realizar aplicações aéreas. “É considerado o formato da área a ser pulverizada, a propriedade e a existência de precisão mais atualizada, como as árvores, redes elétricas e postes. .

 

 

 

CITEquin - Hospital do Cavalo, Paudalho-PE