Nordeste Rural | Homepage


Como harmonizar vinhos e aperitivos

0 Comments 🕔05.ago 2022

É importante evitar a mistura de aperitivos ao mesmo tempo. Sabores que contrastam nem sempre facilitam a combinação: frio, quente, pesado, fresco, picante e muitas vezes bastante salgado. Os vinhos que você escolher devem ser de limpeza de paladar tanto quanto agradáveis. Veja algumas dicas para harmonizar vinho com aperitivos:

Quando os aperitivos foram antes das refeições, do tipo crocante, crocante ou frito. A melhor escolha para servir, são os Proseccos, ou até mesmo os espumantes. Você pode escolher vinhos brancos frescos e sem carvalho, em vez de um branco rico como Chardonnay, que é melhor com uma refeição tradicional. Sauvignon Blanc é geralmente popular, mas um branco italiano crocante como Pinot Grigio ou Gavi geralmente cai bem também, especialmente com antepastos italianos. E embora muitas pessoas pensem que não gostam de Riesling na prática, geralmente gostam, especialmente com lanches picantes.

Quando o encontro foi no início da noite, os tintos como Cabernet Sauvignon e Shiraz, por serem mais encorpados podem não ir muito bem. Nesse caso, ofereça tintos de corpo médio como Pinot Noir e Merlot e estilos mais leves de Zinfandel. Os vinhos Rosés acompanham bem queijos e tapas numa charcutaria.

Caso o petisco fique por conta de tapas não pode bater um Xerez fino ou Manzanilla gelado. Também podendo oferecer outros vinhos – branco, rosé ou tinto.

Para servir petiscos com molho de alcachofra e espinafre, o vinho não pode parecer muito doce. Brancos italianos como Pinot Grigio funcionam bem ou experimente um xerez fino gelado.

Com asas de frango e búfalo vão bem os prosecps, rosés ou riesling seco. Com ovos cozidos Escolha um estilo mais seco de prosecco ou um Gavi de Gavi.

Para o caso dos cachorros-quentes, o vinho escolhido deve ser um Pinot Noir leve e frutado.

Para picles fritos ou algo leve, crocante e frutado melhor são os brancos com sabor marcante, como Picpoul ou Pinot Grigio ou ainda  um Riesling seco.

Se você vai servir bolinhas de queijo, o melhor são os tintos macios e suculentos como um merlot ou um Sauvignon Blanc ambos funcionam bem.

A bruschetta clássica é coberta com tomates frescos com os quais você pode beber um branco seco italiano como Pinot Grigio ou um tinto como Chianti. Coberturas mais ricas, como fígado de galinha, ficam melhores com um tinto como Chianti ou Barbera.

Para acompanhar um salmão defumado, vale abrir um champagne.

Quando os petiscos contém alho, queijo, Lágrima e Pão de Partilha, convém um Sauvignon Blanc ou um vermelho suculento como Zinfandel.

 

 

No Comments

No Comments Yet!

No one have left a comment for this post yet!

Write a Comment

<

CITEquin - Hospital do Cavalo, Paudalho-PE