Nordeste Rural | Homepage


Carne de frango no Brasil deve se manter em alta em 2023

🕔16.abr 2023

A carne de frango brasileira, proteína animal mais procurada no mundo, deve manter o forte crescimento de produção. Embora os primeiros meses do ano sejam tradicionalmente mais retraídos, principalmente por conta da desaceleração das exportações que ocorre nesse período, em 2023, porém, houve um aumento significativo na capacidade produtiva da carne de frango no Brasil, se comparado ao mesmo período do ano anterior.

“Os resultados do primeiro bimestre reforçam a expectativa de um crescimento assíduo tanto da produtividade, quanto no envio do produto a outros países ao longo do ano”, comenta o country manager da Quimtia Brasil, Anderson da Veiga. Outras observações positivas é a abertura do mercado do frango brasileiros.

De acordo com o especialista, outro aspecto que deve contribuir para que a produção de carne de frango se mantenha em alta é a chegada da Polinésia Francesa como a mais nova parceira comercial do Brasil no processo de importação da carne de aves brasileira. Ainda para o country manager, embora o país localizado em território polinésio e pertencente à França não consuma um volume significativo, a parceria deve alavancar, especialmente a exportação de cortes de carne mais nobre de frango.

Segundo Anderson, com a Polinésia Francesa entrando definitivamente no radar de negociações, o Brasil ultrapassa a faixa dos 170 países no processo de exportação da carne de aves. Hoje, entre os 10 maiores consumidores da carne de frango brasileiro estão a China, que importa cerca de 540 mil toneladas ao ano, seguidos por Emirados Árabes Unidos, Japão, Arábia Saudita, África do Sul, Filipinas, Coréia do Sul, Países Baixos, Singapura e México.

CITEquin - Hospital do Cavalo, Paudalho-PE