Nordeste Rural | Homepage


A importância do mercado de cavalos para o agronegócio brasileiro

🕔12.mar 2024

Atualmente a movimentação da equinocultura é estimada em cerca de   R$ 30 bilhões e emprega mais de três milhões de pessoas no Brasil. Os dados são da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO). O Brasil possui 5,8 milhões de equinos, ocupando a quarta posição deste ranking. O país tem uma variedade de raças de equinos, incluindo raças nacionais como Mangalarga Marchador, Campolina, Crioulo e Quarto de Milha, que são usadas tanto para trabalho quanto para esportes e lazer.

Em Mato Grosso, a equinocultura apresenta expressivo potencial econômico e social. Prova disso, são os números expressivos apresentados durante a “Semana do Cavalo”, maior evento equestre de feira de negócios do país. Ambiente de competição e lazer familiar realizado em Cuiabá. Já na 11ª edição, este ano o evento será entre os dias 02 a 12 de maio, no Parque de Exposições Jonas Pinheiro.

Organizada pelo Haras Twin Brothers, nos últimos anos a feira comercializou mais de R$ 10 milhões em animais e registrou faturamento superior a R$ 50 milhões, desde sua primeira edição. Com extensa programação técnica, leilões e atrações musicais, mais uma vez a  Semana do Cavalo será uma oportunidade para parceiros, patrocinadores e expositores  divulgarem seus negócios a um público que pode chegar a mais de 80 mil pessoas.

“A Semana do Cavalo já se consolidou como o maior evento equestre do Brasil. Movimenta a cidade, proporcionando ocupação de hotéis com a presença de turistas, e movimenta a economia local, gerando trabalho e renda para muita gente”, destacou Caê Póvoas, que ao lado do irmão Marcos Póvoas organizam o evento.

 

 

CITEquin - Hospital do Cavalo, Paudalho-PE