Nordeste Rural | Homepage


O Dia Mundial do Frango foi comemorado ontem

🕔11.Maio 2023

A carne de frango é a proteína animal mais consumida pelas famílias brasileiras. E o Brasil é o maior exportador mundial de carne de frango. Ano passado, 4,8 milhões de toneladas do alimento foram exportadas para mais de 150 países, gerando receita de US$ 9,7 milhões. As exportações brasileiras de carne de frango, correspondem a cerca de 33,2% do total produzido.

Há pouco tempo, o Brasil assumiu o posto de segundo maior produtor mundial de carne de frango. Ano passado, foram mais de 14,5 mil toneladas produzidas. É muita proteína na mesa dos brasileiros. Afinal, do total produzido, 66,8% são destinados ao mercado interno. A avicultura é, ainda, um dos motores de emprego e renda para o País – inclusive nas regiões afastadas dos grandes centros. As etapas de produção de carne de frango envolvem cerca de 4 milhões de trabalhadores diretos e indiretos, o que gera cerca de 500 mil empregos nas agroindústrias, além de 100 mil famílias produzindo nas granjas.

O Dia Mundial do Frango, foi lançado pelo International Poultry Council (IPC), órgão máximo da avicultura internacional, para promover e destacar a cadeia produtiva. A data é celebrada há mais de uma década por todos os países membros do IPC, que reúne a avicultura em nível internacional.

A grande evolução no cenário da avicultura brasileira está, também, associada à ciência e tecnologia aplicada no modelo avícola do pais, que é referência mundial em produtividade. Antigamente, os frangos precisavam de até 105 dias para atingir o peso para o abate e eram necessários 3,5 kg de ração para cada 1kg de ganho de peso. Hoje, o frango completa o ciclo de crescimento em 40 dias, e consome 1,6kg de ração para cada 1kg de ganho de peso.

O avanço na produtividade de frango se deve a um conjunto de fatores, entre eles a ambiência, a genética e a nutrição. A estrutura das instalações fornece um ambiente controlado, o que proporciona condições ideais para o desenvolvimento das aves, com baixo nível de estresse térmico e ganho de peso. Além disso, avanços em pesquisa genética voltada para ganhos sustentáveis de peso, juntamente com estudos relativos à nutrição animal, foram primordiais. Com isso, o frango é mais produtivo e tem mais saúde.

 

CITEquin - Hospital do Cavalo, Paudalho-PE