Nordeste Rural | Homepage


Medidas simples podem ajudar o produtor a reduzir o intervalo de parto das vacas e aumentar a renda da propriedade

🕔21.set 2021

A média do intervalo entre os partos no Brasil é de 18 meses mas o ideal é que esse intervalo seja de 12 meses: um bezerro por ano, por vaca em idade reprodutiva. Essa redução pode representar um ganho de 50% na produção de leite. A alimentação e as condições sanitárias do rebanho são pontos essenciais para melhorar a reprodução das vacas. Um animal bem alimentado tem mais condições de dar cria em menos tempo. E a manutenção dos animais em local limpo e com a vacinação em dia, livra o animal de doenças infecto-contagiosas. O rebanho também deve ter boas condições de pasto e acomodações confortáveis, para evitar o estresse.

Outro fator importante no manejo reprodutivo é a secagem das vacas. Ou seja, o animal deve parar de dar leite antes de parir. Os técnicos recomendam que a secagem do leite seja feita 60 dias antes do parto. Para isso é preciso parar de ordenhar o animal e não deixar mais o bezerro mamar na fêmea. Em duas semanas, a vaca não vai produzir mais leite.

A correta identificação do cio também ajuda a aumentar a capacidade reprodutiva dos bovinos. O produtor que maneja o rebanho deve estar atento para reconhecer os sinais característicos. Animais agitados, mugindo muito, cheirando e lambendo uns aos outros podem indicar o cio. Na fêmea, a vulva avermelhada ou presença de muco no períneo, logo abaixo da vulva, e também na cauda também são indicativos de cio.

São medidas simples que vão permitir aos produtores obterem importantes ganhos na produtividade do rebanho e maior renda para sua fazenda.

 

CITEquin - Hospital do Cavalo, Paudalho-PE