Nordeste Rural | Homepage

Veja quem são os maiores importadores da produção brasileira de alimentos

🕔08.fev 2015

23.08_NavioBobina024Em primeiro lugar, ficou a China com importações que somaram US$ 22,07 bilhões. Em seguida estão os Estados Unidos, em terceiro os Países Baixos, e depois a Rússia e Alemanha. Os cinco países que mais importaram produtos agropecuários brasileiros, entre janeiro e dezembro de 2014, segundo dados do Sistema de Estatísticas de Comércio Exterior do Agronegócio Brasileiro (AgroStat) geraram  uma receita de 42,32 bilhões, o que representa 43,7% do valor total importado.

Como vem acontecendo nos últimos anos, o complexo soja foi o destaque, atingiu a cifra de US$ 17,01 bilhões, sendo que US$ 16,62 bilhões foram de soja em grãos. O segundo setor brasileiro mais importado foram os produtos florestais, com o montante de US$ 1,89 bilhão. Nesse setor, o destaque foi a celulose, que somou US$ 1,71 bilhão.

Em segundo colocado estão os Estados Unidos, com o montante de US$ 7 bilhões em importações do Brasil. Os produtos florestais ficaram em primeiro lugar nas importações do país, com US$ 2,15 bilhões, sendo que US$ 974 milhões foram de celulose. Em seguida, veio o café, com a soma de US$ 1,30 bilhão.

Os Países Baixos ocuparam a terceira posição no ranking, com US$ 6,13 bilhões em importações. Deste valor, o complexo soja foi responsável por US$ 2,90 bilhões, com destaque para o farelo de soja, que alcançou a cifra de US$ 1,89 bilhão. O segundo setor que mais exportou para o país foi o de produtos florestais, com a soma de US$ 968 milhões, sendo US$ 906 milhões de celulose.

A Rússia ficou em quarto lugar, com importações que atingiram o montante de US$ 3,65 bilhões. O setor de carnes foi destaque e somou US$ 2,44 bilhões. Deste valor, US$ 1,31 bilhão foi de carne bovina, US$ 811 milhões de carne suína e US$ 303 milhões de carne de frango. O complexo sucroalcooleiro foi responsável por US$ 540 milhões das importações do país.

Com a cifra de US$ 3,48 bilhões, a Alemanha ficou com a quinta posição no ranking. O produto mais importado por esse país, no ano passado, foi o café, com a soma de US$ 1,30 bilhão. Em segundo lugar verificou-se o complexo soja, com US$ 1,12 bilhão, dos quais US$ 795 milhões são relativos ao farelo de soja.

 

Similar Articles

As raças leiteiras são as preferidas para melhoria genética e fazem crescer as vendas de sêmen

As raças leiteiras são as preferidas para melhoria genética e fazem crescer as vendas de sêmen 0

A procura por sêmen das raças leiteiras nacionais vem crescendo em 2017, registrando um aumento

Um encontro sobre indicação geográfica terá palestrantee internacionais

Um encontro sobre indicação geográfica terá palestrantee internacionais 0

No Brasil existem 62 produtos com Registro de Indicação Geográfica. As indicações são definidas atualmente

Feira Livre – Passe o fim de semana no friozinho de Gravatá.

Feira Livre – Passe o fim de semana no friozinho de Gravatá. 0

Oportunidade: alugo para fins de semana ou temporada -  apartamento tipo flat no edifício Gravatá, com

Uma semente de algodão resistente a herbicida já pode ser plantada pelo agricultor nordestino

Uma semente de algodão resistente a herbicida já pode ser plantada pelo agricultor nordestino 2

É a cultivar de algodão BRS 368 RF, uma variedade que tolera o herbicida Glifosato

Queda na safra de laranja brasileira reduz as exportações

Queda na safra de laranja brasileira reduz as exportações 0

  A redução na oferta de laranja registrada na safra 2016/2017, encerrada em 245,31 milhões de