Nordeste Rural | Homepage

Vaqueiros de todo o Brasil se mobilizam contra a proibição das vaquejadas

🕔24.out 2016

Mais de 700 caminhões de transporte de cavalos, já estão a caminho de Brasília para o maior protesto que se tem notícia contra a possibilidade de proibição de realizações de vaquejadas no Brasil. A maioria são provenientes do Nordeste e vão se reunir em Brasília, no próximo dia 25, terça feira, para protestar contra a decisão do Superior tribunal de justiça que considerou inconstitucional, a lei cearense que regulamentava a realização de vaquejada em todo o estado.

Para o criador de cavalos quarto de milha, e um dos integrantes da comissão pernambucana que vai estar na audiência pública na Comissão de Esportes e Meio Ambiente da Câmara Federal, Sergio Novaes, se a decisão do Superior Tribunal Federal se mantiver, o setor que tem cerca de 700 mil empregos, viverá momentos caóticos. A maioria dos produtores não poderá realizar seus leilões para levantar recursos e manutenção do criatório de cavalos. E a mão de obra estará entrando no perfil, já tão prejudicial para o país, dos milhares de desempregados.

A atitude dos ministros, segundo os produtores, foi de total desconhecimento da realidade das vaquejadas no país. Hoje, segundo Sérgio, há recuros que pensam na preocupação e cuidados com os animais envolvidos na vaquejada. Um deles, por exemplo, é a proteção para os rabos do bois, uma das maiores reclamações dos ambientalistas nesse caso.

Para os manifestantes, a vaquejada é uma das mais tradicionais manifestações culturais do nordeste, e como tal não pode simplesmente desaparecer mediante uma decisão judicial que aparentemente tem pouco conhecimento da importância do setor para a economia e para a vida dos trabalhadores do campo, como vaqueiros e boiadeiros.

Sérgio Novaes, diz que se não houver uma revisão nesta decisão, dificilmente terá condições de promover o leilão anual do seu criatório, porque a vaquejada é o único meio de valorizar a comercialização dos animais. E segundo ele, centenas de criadores estarão na mesma condição, o que vai inviabilizar uma importante fonte de renda nordestina.

O que os organizadores da manifestação em Brasília defendem éque tudo aconteça de forma pacífica e ordeira, porque não querem confrontar as autoridades, mas exigem uma análise criteriosa dos efeitos de uma decisão descompromissada com a realidade regional.

Similar Articles

Uma cultivar de arroz própria para cultivo em vários estados do nordeste

Uma cultivar de arroz própria para cultivo em vários estados do nordeste 0

É o arroz vermelho desenvolvida, pela primeira vez, no Brasil através dos pesquisadores da Embrapa.

Produtor perde menos usando suplementos granulados na dieta bovina

Produtor perde menos usando suplementos granulados na dieta bovina 0

Em um trabalho de pesquisa, cientistas da Embrapa Gado de Corte (MS) testaram alternativas para

Mudam as regras para produção de leite aos fornecedores das indústrias credenciadas pelo governo

Mudam as regras para produção de leite aos fornecedores das indústrias credenciadas pelo governo 0

As mudanças foram publicadas no Diário Oficial da União, nas Instruções Normativas (INs) 76 e

Justiça toma posição e canavieiros resolvem voltar ao trabalho

Justiça toma posição e canavieiros resolvem voltar ao trabalho 0

Na audiência de conciliação entre os trabalhadores e os empresários do Setor, no Tribunal Regional

A liderança mundial do Brasil na produção de café

A liderança mundial do Brasil na produção de café 0

A Maior produtor e exportador de café, e segundo maior consumidor do mundo, o Brasil

CITEquin - Hospital do Cavalo, Paudalho-PE