Nordeste Rural | Homepage

Uma semente de trigo de sequeiro própria para plantio no Cerrado

🕔24.jul 2015

trigo dia de campoÉ a cultivar de trigo BRS 404, desenvolvida pela Embrapa Trigo.A área potencial para o cultivo de trigo de sequeiro no Cerrado chega aos 2,5 milhões de hectares, contudo o trigo ocupa apenas cerca de 5% desta área, incluindo as áreas de cultivo irrigado que disputam espaço com culturas mais rentáveis.

O mapa de produção do Brasil inclui mais de 153 mil hectares de trigo distribuídos nos estados de GO, MG, DF, SP, MT e MS, segundo a CONAB, onde 70 mil hectares são em sistema de sequeiro. “O maior teto de produção está no trigo irrigado, onde também está o maior custo. Mas o grande desafio do Cerrado é explorar o trigo de sequeiro, que aproveita as áreas ociosas onde não há irrigação”, esclarece o pesquisador da Embrapa Trigo, Márcio Só e Silva.

Segundo ele, há cerca de dez anos não eram lançados materiais para trigo de sequeiro, resultando, muitas vezes, no uso equivocado de cultivares indicadas para cultivo irrigado: “muitos produtores estão utilizando a cultivar BRS 264, desenvolvida para cultivo irrigado, em sistema de sequeiro. A pressão do ambiente pode resultar em maior incidência de brusone, com epidemias frequentes nos últimos anos”.

A cultivar BRS 404 se destacou nos experimentos conduzidos na região do Brasil Central mostrando melhor resposta ao ataque de brusone. Uma das explicações, além da bagagem genética, seria o ciclo da cultivar, que permite a semeadura na época das águas, com espigamento na seca, deixando a espiga menos exposta à umidade que favorece o fungo causador da brusone.

“Ainda não podemos garantir uma cultivar tolerante à brusone, mas com certeza a BRS 404 deverá sofrer menos impacto na presença do frungo”, explica o pesquisador da Embrapa Trigo, João Leodato Nunes Maciel. A cautela na avaliação levou a Embrapa a classificar a cultivar como “moderadamente suscetível” ou “MS” na descrição técnica.

 

 

Similar Articles

Duas sementes de mandioca adaptadas para o nordeste e principalmente a região do recôncavo baiano

Duas sementes de mandioca adaptadas para o nordeste e principalmente a região do recôncavo baiano 0

A recomendação dos pesquisadores da Embrapa é para o uso de duas variedades de mandioca

A falta de cuidado contra o ataque de vermes prejudica a pecuária brasileira

A falta de cuidado contra o ataque de vermes prejudica a pecuária brasileira 0

A presença de vermes (nematoides) gastrointestinais nos rebanhos de corte e leite pode trazer uma

Alerta aos agricultores contra o ataque do mofo-branco e a antracnose na lavoura de feijão

Alerta aos agricultores contra o ataque do mofo-branco e a antracnose na lavoura de feijão 0

O mofo-branco é uma das principais doenças da cultura do feijão e pode causar perdas

Nova pesquisa assegura: sombra no pasto não favorece o aumento da verminose no rebanho de corte

Nova pesquisa assegura: sombra no pasto não favorece o aumento da verminose no rebanho de corte 0

A incidência de verminoses em gado de corte em sistema silvipastoril (pecuária-floresta) não é maior

Especialistas brasileiros se preparam para bloquear a entrada de vinte pragas que prejudicam as lavouras

Especialistas brasileiros se preparam para bloquear a entrada de vinte pragas que prejudicam as lavouras 0

O bloqueio a vinte pragas consideradas prioritárias pelos prejuízos econômicos que podem causar, já começou

CITEquin - Hospital do Cavalo, Paudalho-PE