Nordeste Rural | Homepage

Uma Certificação de Sustentabilidade para o couro brasileiro

🕔26.jun 2016

couro brasileiro“A certificação vem nos qualificar com o compromisso e a garantia do trabalho por excelência perante nossos clientes, nossos funcionários e a comunidade. É um conjunto que trata das questões sociais e ambientais com total transparência”, destaca Paulo Cesar Faustino, diretor da Vitapelli, uma das grandes indústrias curtidoras do Brasil, com capacidade para produzir mais de 3,5 milhões de couros por ano.

A empresa é uma das primeiras a ingressar numa nova etapa em seus processos produtivos, com a adesão à Certificação de Sustentabilidade do Couro Brasileiro (CSCB). O CSCB é promovido e incentivado pelo Centro das Indústrias de Curtumes do Brasil (CICB), com o apoio da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

A partir de agora, a Vitapelli começa a trabalhar os 173 indicadores elaborados a partir de uma Comissão de Estudos Especial criada no âmbito da ABNT, em critérios como consumo de água e energia, substâncias restritas, desempenho produtivo, gerenciamento de resíduos, relação com colaboradores, entre outros. Após esta etapa, a empresa poderá solicitar auditoria para a certificação junto a um organismo acreditado pelo Inmetro. Há quatro níveis do selo: Bronze, para quem atender até 50% dos indicadores aplicáveis de cada uma das quatro dimensões da certificação, Prata (75%), Ouro (90%) e Diamante (100%).

O CSCB é um programa inédito no mundo por contemplar as dimensões econômica, ambiental, social e de gestão da sustentabilidade. O programa deve ser um marco para toda a cadeia do couro e do calçado, com reconhecimento de compradores e consumidores finais.

 

 

Similar Articles

Duas sementes de mandioca adaptadas para o nordeste e principalmente a região do recôncavo baiano

Duas sementes de mandioca adaptadas para o nordeste e principalmente a região do recôncavo baiano 0

A recomendação dos pesquisadores da Embrapa é para o uso de duas variedades de mandioca

A falta de cuidado contra o ataque de vermes prejudica a pecuária brasileira

A falta de cuidado contra o ataque de vermes prejudica a pecuária brasileira 0

A presença de vermes (nematoides) gastrointestinais nos rebanhos de corte e leite pode trazer uma

Alerta aos agricultores contra o ataque do mofo-branco e a antracnose na lavoura de feijão

Alerta aos agricultores contra o ataque do mofo-branco e a antracnose na lavoura de feijão 0

O mofo-branco é uma das principais doenças da cultura do feijão e pode causar perdas

Nova pesquisa assegura: sombra no pasto não favorece o aumento da verminose no rebanho de corte

Nova pesquisa assegura: sombra no pasto não favorece o aumento da verminose no rebanho de corte 0

A incidência de verminoses em gado de corte em sistema silvipastoril (pecuária-floresta) não é maior

Especialistas brasileiros se preparam para bloquear a entrada de vinte pragas que prejudicam as lavouras

Especialistas brasileiros se preparam para bloquear a entrada de vinte pragas que prejudicam as lavouras 0

O bloqueio a vinte pragas consideradas prioritárias pelos prejuízos econômicos que podem causar, já começou

CITEquin - Hospital do Cavalo, Paudalho-PE