Nordeste Rural | Homepage
Advertisement

Um balanço das exportações do arroz brasileiro este ano

🕔17.mai 2016

arroz grão divididoHouve crescimento no registro das exportações num volume de 11% em 2016. É o balanço do primeiro quadrimestre do ano. De janeiro a abril, foram US$ 108,2 milhões comercializados junto ao mercado externo, o que representa uma alta de 11% em relação ao mesmo período de 2015. A análise é feita pela Associação Brasileira da Indústria do Arroz, (Abiarroz) com informações da Secretaria de Comércio Exterior, do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC).

As ações do projeto Brazilian Rice – uma parceria entre a Abiarroz e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) para o incentivo às exportações de arroz beneficiado – têm participação relevante neste panorama positivo, como destaca Gustavo Ludwig, gerente do projeto.

Nos mercados onde foram realizadas atividades de promoção comercial e de imagem a partir do Brazilian Rice, destaca Ludwig, é possível notar o crescimento mais expressivo dos números. “Este é o caso do Peru, que comprou 62% a mais de arroz brasileiro em dólares em 2016 e onde Brazilian Rice e as empresas do país participam desde 2014 da feira Expoalimentaria”, destaca Ludwig, lembrando que a cotação do dólar, na casa dos R$ 4 no início do ano, também contribuiu para o resultado positivo das exportações do país de janeiro a abril. Dentro dos mercados de destaque, o gerente cita ainda os Estados Unidos, onde as vendas saltaram de US$ 2,8 milhões para US$ 8,5 milhões neste período após seguidas missões de prospecção e feiras do projeto, e Arábia Saudita, um mercado em fase de consolidação para o arroz do Brasil.

A expectativa é que no ano de 2016 o crescimento nas exportações se mantenha, apesar da baixa significativa do câmbio e da redução de cerca de 14% da safra de arroz. “Procuramos compensar essas dificuldades com a prospecção de novos mercados, ampliação das ações no mercado norte-americano e inclusão de novas empresas no processo exportador”, destaca Ludwig, lembrando que mais de 50 países compraram o cereal brasileiro em 2016.

 

Similar Articles

Os cuidados que devem ser tomados para ter água de qualidade nas cisternas rurais

Os cuidados que devem ser tomados para ter água de qualidade nas cisternas rurais 0

A captação e o armazenamento das águas de chuva são questões chave nas estratégias dos

O uso de alimentos alternativos para garantir as características das galinhas caipiras

O uso de alimentos alternativos para garantir as características das galinhas caipiras 0

Foto: Nutriaves Os alimentos alternativos são aqueles que usualmente não compõem as dietas da galinhas,

Pernambucano ganha dinheiro vendendo insetos para alimento de animais

Pernambucano ganha dinheiro vendendo insetos para alimento de animais 0

O comércio de insetos no Brasil está em crescimento e não é de agora que

As vantagens do pastejo integrado entre ovinos e bovinos

As vantagens do pastejo integrado entre ovinos e bovinos 0

Foto: Capri Virtual Praticada em várias partes do mundo, a exploração integrada tem em sua

Receita – Drink maracujack

Receita – Drink maracujack 0

INGREDIENTES:   50 ml de whiskey Jack Daniel’s Meio maracujá 1 colher de sopa de açúcar Refrigerante Citrus   MODO DE FAZER:   Em

CITEquin - Hospital do Cavalo, Paudalho-PE