Nordeste Rural | Homepage
Advertisement

Termina no próximo sábado o prazo para o produtor declarar a vacinação de aftosa

🕔12.jun 2019

declaração aftosaSerá neste sábado, 15 de junho, o prazo final para que o produtor rural possa se dirigir a uma unidade da Adagro – Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária do Estado de Pernambuco – para apresentar os comprovantes de vacinação do rebanho contra a febre aftosa. Quem não declarar, paga multa e fica impedido de participar de feiras e circular para outros municípios com os animais.

O prazo para comprar a vacina contra a febre aftosa terminou no dia 31 de maio, no entanto os criadores de bovinos e bubalinos que ainda não declararam a imunização, têm até o dia 15 de junho para realizar a declaração em qualquer escritório da Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária do Estado de Pernambuco (Adagro).

Para realizar a declaração, o criador deve apresentar a nota fiscal de compra da vacina e o CPF. No ato, o agricultor irá realizar a sua atualização cadastral, inclusive com o detalhamento do seu rebanho por sexo e idade.

Até o momento 84% do rebanho já foi regularizado e cerca de 24 mil produtores ainda devem comparecer a Adagro para regularizar sua situação. A campanha da primeira etapa de vacinação foi realizada de 1º a 31 de maio, e foi obrigatória para os animais de todas as idades.

O criador que não vacinar e ou declarar a vacinação fica impossibilitado de retirar a Guia de Trânsito Animal (GTA), impedido de circular ou comercializar os animais, além de pagar multa. “É importante que o criador procure um escritório do órgão com urgência, para regularizar a situação e evitar transtornos. Todos têm que fazer a sua parte para que Pernambuco continue livre de febre aftosa com vacinação”, explicou o presidente da Adagro, Paulo Roberto Lima.

 

CITEquin - Hospital do Cavalo, Paudalho-PE