Nordeste Rural | Homepage
[ X ]

Pequena propriedade rural pode melhorar a renda com a avicultura

🕔05.abr 2015

aviculturaO frango é a carne mais consumida no país, segundo pesquisa da Associação Brasileira de Produtores de Pintos de Corte. De acordo com os últimos estudos, cada brasileiro consume  44 quilos e meio de carne de frango, o que equivale a mais ou menos cem gramas por dia. Segundo a Embrapa Suínos e Aves, em Concórdia, a avicultura que viabilizou esse sucesso de consumo é a industrial. Foi ela que deu qualidade e preço acessível à carne de frango. O mercado brasileiro, no entanto,  também tem espaço para outros tipos de frango. É para essa fatia que a Embrapa Suínos e Aves tem apresentado o frango alternativo.

Para falar sobre os cuidados na produção de frango alternativo de corte, o técnico da Embrapa Suínos e Aves, Márcio Saatkamp. O técnico Saatkamp esclarece que o frango alternativo é todo aquele produzido fora do processo de uma grande indústria, em sistemas menores de produção e que busca atingir nichos de mercado especiais.

Dentre as diversas denominações que este tipo de produção recebe incluem-se caipira,  orgânico, agroecológico e colonial. “Em função desses vários nomes, optamos por chamar tudo isso de frango alternativo”, esclarece Saatkamp.

Na visão da Embrapa, O sistema de produção alternativo de frangos de corte e galinhas de postura deve contribuir para a sustentabilidade da propriedade rural, nos aspectos ambientais, econômicos e sociais. A proposta do sistema de produção alternativa de carne e ovos é complementada pela utilização das linhagens coloniais de frangos de corte e galinhas de postura, desenvolvidas pela Embrapa Suínos e Aves.

A Poedeira Colonial Embrapa 051 oferece produção superior às aves coloniais rústicas. Ela atinge, em condições adequadas de manejo e biosseguridade, produção média de 280 a 300 ovos no período de vida útil compreendido entre 20 e 80 semanas de idade.

O Frango de Corte Colonial Embrapa 041, apresenta características coloniais, preservando todas as vantagens do frango de corte comercial, como biosseguridade na origem, controle sanitário na produção e qualidade de carne. O Frango Embrapa 041 alcança idade de abate aos 84 dias, com peso vivo médio de 2,7 kg, em condições normais de criação.

“No quesito de produção, temos material genético muito bem desenvolvido, com indíces zootécnicos muito bons. Porém, o produtor deve seguir orientações básicas sobre manejo, nutrição, saúde das aves e segurança do alimento”, destaca Saatkamp.

Similar Articles

Uma semente de gergelim que não ramifica e melhora a colheita mecanizada

Uma semente de gergelim que não ramifica e melhora a colheita mecanizada 0

A primeira vantagem da nova semente desenvolvida pelos pesquisadores da Embrapa é que com o

Técnicos agrícolas querem aumentar os valores de projetos de crédito rural que eles aprovam

Técnicos agrícolas querem aumentar os valores de projetos de crédito rural que eles aprovam 0

O pedido foi feito ao Secretário de Agricultura Familiar do Ministério da Agricultura, Fernando Schwanke

Aproveitando o almoço da Páscoa para harmonizar com bons vinhos

Aproveitando o almoço da Páscoa para harmonizar com bons vinhos 0

Uma das mais antigas tradições no domingo de Páscoa é um bom vinho acompanhando um

Uma técnica cirúrgica inédita recupera potro puro sangue inglês de deformidade óssea

Uma técnica cirúrgica inédita recupera potro puro sangue inglês de deformidade óssea 0

Escola do Cavalo Uma técnica de cirurgia veterinária inovadora pode salvar a vida de equinos

Transferência de embriões reduz custos e facilita a produção de bezerras na propriedade

Transferência de embriões reduz custos e facilita a produção de bezerras na propriedade 0

A transferência de embriões é considerada uma tecnologia reprodutiva capaz de encurtar o melhoramento genético

CITEquin - Hospital do Cavalo, Paudalho-PE