Nordeste Rural | Homepage

Os maiores produtores mundiais de café fazem as contas da produção na safra 2017-2018

🕔11.jul 2018

café - plantioDe acordo com a OIC – Organização Internacional do Café -, oito dos dez maiores países produtores de café terão incremento no ano-safra 2017-2018. O ranking desses dez maiores países produtores é o seguinte: Brasil, em primeiro lugar, com 51 milhões de sacas; Vietnã, em segundo, com 29,5 milhões de sacas; Colômbia, em terceiro, 14 milhões de sacas; Indonésia, na sequência, com 12 milhões; Honduras, em quinto, 8,35 milhões; seguido esse ranking, vem a Etiópia, com 7,65 milhões; Índia, em sétimo, 5,84 milhões; Uganda, 5,10 milhões; Peru, nono colocado, 4,30 milhões; e México, em décimo lugar, com quatro milhões de sacas de 60kg.

A produção mundial de café no ano-safra 2017-2018 está estimada em 159,66 milhões de sacas de 60kg, das quais 97,43 milhões de sacas serão de café arábica e 62,24 milhões de sacas de café robusta. Esses números demonstram que haverá uma pequena redução da produção de café arábica de 4,6%, em relação ao período anterior, que foi compensada pelo aumento de 12,1% no volume de café robusta, o que resultou em acréscimo de 1,2% da safra total. Ainda assim, a produção mundial do ano-safra 2017-2018 será inferior ao consumo mundial em torno de 254 mil sacas, o qual está estimado em 159,92 milhões de sacas.

Com relação à produção de café em nível mundial, estima-se redução do volume de produção apenas na América do Sul, que deve produzir 70,59 milhões de sacas, ou seja, 6,1% a menos que o período anterior. A produção da África deverá aumentar em 3,2% e atingir 17,66 milhões de sacas; a da Ásia & Oceania deverá aumentar 10% – 49,49 milhões; e a do México & América Central, 7,1% – 21,92 milhões de sacas. Esses números de produção e consumo de café constam do Relatório sobre o mercado de Café – maio 2018, da Organização Internacional do Café – OIC, o qual está disponível no Observatório do Café do Consórcio Pesquisa Café, coordenado pela Embrapa Café. Para a Organização, o ano cafeeiro corresponde ao período de outubro a setembro.

 

Similar Articles

Perdas na safra de milho do Rio Grande do Sul mostra crescimento nos pedidos de seguro rural

Perdas na safra de milho do Rio Grande do Sul mostra crescimento nos pedidos de seguro rural 0

Foram registrados 6.719 comunicados de perdas pela seca no RS. Mais da metade (54,5%) foram

Carne bovina promove crescimento da receita do agronegócio brasileiro

Carne bovina promove crescimento da receita do agronegócio brasileiro 0

Em janeiro de 2020, as Exportações de carne bovina tiveram alta de 9,84%, promovendo receitas

Balanço positivo para os custos de produção de suínos e de frangos de corte em 2019

Balanço positivo para os custos de produção de suínos e de frangos de corte em 2019 0

Os custos de produção de suínos e de frangos de corte calculados pela CIAS, a

Novo mercado para a exportação da carne bovina brasileira

Novo mercado para a exportação da carne bovina brasileira 0

O pais que confirmou a compra de carne bovina brasileira é o Kuwait, que foi

Serra Gaúcha, no verão,  estimula turismo para ver a colheita da uva

Serra Gaúcha, no verão, estimula turismo para ver a colheita da uva 0

colheita da uva na Serra Gaúcha acontece de janeiro a março e os turistas podem

CITEquin - Hospital do Cavalo, Paudalho-PE