Nordeste Rural | Homepage

Os estados que promoveram um aumento nas exportações do agronegócio brasileiro

🕔22.jun 2015

soja(1)As vendas externas dos cinco estados somaram US$ 5,82 bilhões, representando cerca de 67% do total exportado (US$ 8,64 bilhões) no mês passado. Os cinco maiores exportadores brasileiros foram os estados de São Paulo, Mato Grosso, Rio Grande do Sul, Paraná e Minas Gerais, que puxaram as exportações do agronegócio brasileiro em maio deste ano, para cima. Entre os principais produtos embarcados por essas unidades da Federação estão soja em grãos, farelo de soja, açúcar, carne de frango, café, carne bovina e suco de laranja.

No ranking, São Paulo ficou em primeiro colocado, com exportações de US$ 1,52 bilhão. O complexo sucroalcooleiro liderou os embarques do estado, com US$ 419,48 milhões: US$ 378,03 milhões de açúcar de cana ou beterraba e US$ 41,03 milhões de álcool. O complexo soja, com US$ 340,72 milhões, ficou em segundo lugar nas exportações de São Paulo no mês passado. Desse valor, US$ 307,53 milhões são de soja em grãos, US$ 28,15 milhões de farelo de soja e US$ 5,04 milhões de óleo de soja. As carnes ocuparam a terceira posição nos embarques do estado de São Paulo em maio, com US$ 173,34 milhões: US$ 128,75 milhões de carne bovina, US$ 39,48 milhões de carne de frango e US$ 3,35 milhões de carne suína.

Mato Grosso foi o segundo estado que mais exportou em maio, com US$ 1,49 bilhão. O complexo soja foi o principal setor e atingiu US$ 1,35 bilhão: US$ 1,07 bilhão de soja em grãos, US$ 268,72 milhões de farelo de soja e US$ 7,51 de óleo de soja. As carnes ficaram em segundo lugar nas exportações de Mato Grosso no mês passado, com US$ 97,82 milhões. A carne bovina foi responsável por vendas externas que somaram US$ 82,21 milhões, seguida pela carne de frango, com US$ 12,56 milhões, e carne suína, com US$ 441,81 mil. Em terceiro lugar estão as fibras e produtos têxteis, com US$ 17,88 milhões.

Já o Rio Grande do Sul, com embarques de US$ 1,14 bilhão, ficou em terceiro colocado no ranking de exportações por estado no mês de maio. O complexo soja liderou as vendas externas gaúchas, com US$ 640,03 milhões: US$ 524,77 milhões de soja em grãos, US$ 95,05 milhões de farelo de soja e US$ 20,22 milhões de óleo de soja. Em seguida, estão as carnes, com US$ 154,01 milhões.  No setor, o destaque foi a carne de frango, com US$ 87,93 milhões. A carne suína, com US$ 39,72 milhões, ficou em segundo lugar. A carne bovina, com US$ 15,68 milhões, ficou na terceira colocação.

Em quarto colocado ficou o estado do Paraná que teve vendas externas de US$ 991,23 milhões no mês passado. Desse valor, US$ 493,80 milhões foram do complexo soja: US$ 328 milhões de soja em grãos, US$ 116,63 milhões de farelo de soja e US$ 49,16 milhões de óleo de soja. O setor de carnes exportou US$ 222,98 milhões: US$ 195,38 milhões de carne de frango, US$ 13,49 milhões de carne suína e US$ 8 milhões de carne de peru. A carne bovina foi responsável por US$ 3,54 milhões dos embarques do estado. O Paraná ainda exportou produtos florestais, que atingiram a cifra de US$ 123,74 milhões. No setor, US$ 84,36 milhões foram de madeira, US$ 39,38 milhões de papel e US$ 1,28 mil de borracha natural.

Finalmente, como quinto colocado nas exportações brasileira, vem o estado de Minas Gerais,  responsável por US$ 680,74 milhões dos embarques brasileiros. O café foi o destaque, com exportações de US$ 277,49 milhões. Em seguida está o complexo soja, com US$ 198,62 milhões: US$ 185,66 milhões de soja em grãos, US$ 10,77 milhões de farelo de soja e US$ 2,19 milhões de óleo de soja. O terceiro setor em destaque nas exportações mineiros foi o de carnes, com US$ 68,53 milhões. Nesse segmento, US$ 31,96 milhões foram de carne bovina; US$ 29,84 milhões, de carne de frango; US$ 4,43 milhões, de carne de peru; e US$ 1,41 milhão, de carne suína.

Similar Articles

O uso de forragens para obter mais alimentos para os animais

O uso de forragens para obter mais alimentos para os animais 0

O cultivo de forrageiras traz economia para o pecuarista que podem gastar menos com a

A palma nos jardins da França

A palma nos jardins da França 0

Incrível, mas a palma forrageira, tão conhecida no nordeste para alimentar o gado, também é

É possível fazer defensivos caseiros para o controle de pragas e doenças das hortaliças

É possível fazer defensivos caseiros para o controle de pragas e doenças das hortaliças 0

O ataque de pragas e doenças é um dos maiores problemas enfrentados por pequenos ou

Um cercado francês no outono

Um cercado francês no outono 0

O cercado está pronto para receber os animais. O pasto é verde e exuberante, como

Uma semente de macaxeira sem fiapo e mais produtiva

Uma semente de macaxeira sem fiapo e mais produtiva 0

Uma macaxeira amarela, macia e saborosa, a Aipim Manteiga não apresenta fibras, tem sabor adocicado

CITEquin - Hospital do Cavalo, Paudalho-PE