Nordeste Rural | Homepage
[ X ]

ONU declara a mandioca como o alimento do século XXI

🕔26.ago 2018

mandioca - ONUEleita pela Organização das Nações Unidas (ONU) como o alimento mais importante do século, a mandioca é utilizada para consumo humano, animal e industrial. Neste último caso, é fundamental para diferentes segmentos, como os setores de papel e celulose, panificação, têxtil, indústria farmacêutica e de cosméticos, fertilizantes, aplicação em campos de petróleo e siderurgia e na alimentação, servindo como base para a produção de alimentos sem glúten, lactose e funcionais.

Atualmente, a produção da mandioca está concentrada em alguns países, como a Nigéria, Tailândia, Indonésia, Brasil, República Democrática do Congo e Gana. Segundo o último levantamento divulgado pela ONU para a Alimentação e a Agricultura (FAO), a produção mundial de raiz de mandioca correspondeu a 270,28 milhões de toneladas em 2014, estando o Brasil na quarta posição com uma produção de 23,24 milhões de toneladas.

O país concentra três grandes centros produtivos: o Pará (alimentício), a região Sul (industrial) e o Mato Grosso. Dados do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) mostram que o Paraná foi responsável por 70% do total de fécula de mandioca produzida no país em 2015 – número que é mantido a cada safra, sendo a região de Paranavaí (PR) uma referência mundial em produtividade e qualidade.

 

Similar Articles

Programa Garantia Safra beneficia mais de 37 mil produtores no Nordeste

Programa Garantia Safra beneficia mais de 37 mil produtores no Nordeste 0

A previsão é de que um total de 37.579 produtores de Pernambuco, Paraíba e Minas

Brasil pode ter uma colheita recorde para a próxima safra

Brasil pode ter uma colheita recorde para a próxima safra 0

Os estudos foram realizados pela Conab - Companhia Nacional de Abastecimento – que estima colheita

Receita – Sarapatel

Receita – Sarapatel 0

Por Foto do livro "História dos Sabores Pernambucanos" Maria Lectícia Monteiro Cavalcanti   INGREDIENTES: 2 kg de

Solos com erosão provocam perda de produtividade da superfície terrestre global

Solos com erosão provocam perda de produtividade da superfície terrestre global 0

O prejuízo pode atingir 23%, diz estudo da Plataforma Intergovernamental de Políticas Científicas sobre Biodiversidade

Feira Livre – Alugue: agora é para entrar no arrasta-pé do São João no friozinho de Gravatá.

Feira Livre – Alugue: agora é para entrar no arrasta-pé do São João no friozinho de Gravatá. 0

Oportunidade: alugo para fins de semana ou temporada -  apartamento tipo flat no edifício Gravatá, com

CITEquin - Hospital do Cavalo, Paudalho-PE