Nordeste Rural | Homepage

O gado pode ganhar peso mesmo no período de seca

🕔18.mai 2017

pastagemsecaO teor mínimo de proteína na dieta do bovino, que corresponde a 7% na matéria seca, é fundamental para fornecer nitrogênio para a manutenção da multiplicação e ação da microbiota ruminal, que atuará fermentando o alimento ingerido, disponibilizando nutrientes para o bovino. No período da seca, as pastagens amadurecem, elevam-se os teores de fibra, diminui a produção de folhas, caem os níveis de energia, minerais, e principalmente os teores de proteína, chegando este nutriente a representar menos de 7% da matéria seca, tornando-se o principal limitante nutricional. Com isso o desempenho animal é extremamente prejudicado.

Para o médico veterinário Marco Antônio Finardi, do Departamento de Nutrição Animal do Grupo Matsuda, “apesar dessas características típicas do período seco, é possível sim ao rebanho ganhar peso durante o período seco, quando se trabalha com proteinados”. Ele explica a afirmação dizendo que, “quando falamos em nutrição de ruminantes, temos que nos atentar para fornecer as melhores condições para a microbiota ruminal, mantendo um equilíbrio entre os nutrientes e dessa forma maximizando o poder de ação dessa microbiota, que disponibilizará e processará por sua vez uma maior quantidade de nutrientes, o que favorece um melhor desempenho dos ruminantes”.

Por esse motivo, quando se adequa os níveis de proteína da dieta no período seco, e consequentemente a capacidade da microbiota em fermentar o volumoso, a forragem ingerida é digerida mais rapidamente, liberando espaço no rúmen para que o animal consiga ingerir mais pastagem, resultando em um consumo maior de energia e proteína, auxiliando o animal a se manter produtivo.

Marco Antônio Finardi ressalta que, “para que o emprego de um suplemento mineral proteico tenha resultado, é fundamental possuir volume de pastagem, mesmo que esteja seca. E o momento certo de começar a fornecer um suplemento mineral proteico específico para a seca depende de se observar a apresentação das pastagens, quando se encontram amareladas e secas. É importante observar esse estágio das pastagens porque caso o suplemento de seca seja fornecido em um momento inadequado, ou seja, quando a pastagem ainda estiver verde, o consumo do suplemento se torna muito baixo, não atendendo as exigências minerais do animal, o que também pode trazer prejuízos no desempenho dos mesmos”.

Similar Articles

Projeto ajuda jovens agricultores do Ceará a estudar e se manter na terra

Projeto ajuda jovens agricultores do Ceará a estudar e se manter na terra 0

Projovem Campo É o projeto Projovem Campo Saberes da Terra. O objetivo é trazer de

Incentivo ao plantio de cacau pretende tornar o Brasil autossuficiente

Incentivo ao plantio de cacau pretende tornar o Brasil autossuficiente 0

O Brasil é o sétimo produtor de cacau do mundo, atrás da Costa do Marfim,

Um jeito de garantir alimento para os animais nos períodos de seca

Um jeito de garantir alimento para os animais nos períodos de seca 0

Uma alternativa para garantir a manutenção de animais como caprinos e ovinos, além de bovinos,

Uma semente transgênica de algodão branco

Uma semente transgênica de algodão branco 0

A semente de algodão branco é uma cultivar de porte médio e ciclo longo, indicada

A importância da mandioca para todas as regiões do Brasil

A importância da mandioca para todas as regiões do Brasil 0

Alimento energético, rico em carboidrato, a mandioca é um dos principais ícones da agricultura brasileira

http://www.flashppt.com/images/tangramone.swf