Nordeste Rural | Homepage
Advertisement

Nove agricultoras do Brasil ganham o 2º Prêmio Mulheres do Agro

🕔14.out 2019

mulheres do agroAs lideranças femininas no campo foram premiadas pelo 2º Prêmio Mulheres do Agro, realizado durante o 4º Congresso Nacional das Mulheres do Agronegócio, em São Paulo. As vencedoras representam diferentes regiões do Brasil e são especialistas nas principais culturas do País. As nove ganhadoras foram escolhidas como base na prática que valoriza práticas de gestão inovadora de agricultoras e pecuaristas brasileiras. O Prêmio foi idealizado pela Bayer em parceria com a ABAG – Associação Brasileira do Agronegócio.

Foram avaliados critérios relacionados à Gestão Inovadora nas categorias pequena, média e grande propriedade. “As vencedoras se destacaram por ações inovadoras em relação a uso sustentável de recursos naturais, desenvolvimento social da comunidade e de seus colaboradores, boas práticas agropecuárias, utilização de tecnologias no campo, bem-estar animal, entre outras iniciativas”, disse Cecília Melo, gerente de Lançamentos em Proteção de Cultivos da Bayer, que subiu ao palco para reconhecer as vencedoras.

Veja as escolhidas por categorias:

Grande Propriedade

 

  • 1º Lugar: Carla Sanches Rossato – Sertanópolis – Paraná

 

  • 2º Lugar: Beatriz Vilela Pacheco – Boa Esperança – Minas gerais

 

  •            3º Lugar: Téia Fava – Barra do Garças – Mato Grosso

 

Média Propriedade

 

  • 1º Lugar: Vivian de Freitas Machado Oliveira – Araguaiana – Tocantins

 

  • 2º Lugar: Luciane Rheinheimer – Carazinho – Rio Grande do Sul

 

  • 3º Lugar: Marinez Ana Bortolanza Croda – Matelândia – Rio Grande do Sul

 

Pequena Propriedade

 

  • 1º Lugar: Ivanda Maria Winter Heck – Missal – Paraná

 

  • 2º Lugar: Lidiane dos Santos da Silva – Viamão – Rio Grande do Sul

 

  • 3º Lugar: Gabriela Gruisen Breg – Holambra – São Paulo

 

“O Prêmio Mulheres do Agro é um reconhecimento às mulheres que fazem a diferença no agronegócio brasileiro’’, afirma Sheila Guebara, gerente sênior de Assuntos Corporativos da Elanco. “Nos últimos anos, a presença feminina nas fazendas cresceu substancialmente. Agora é o momento de reconhecer os feitos realizados por essas mulheres e encorajar outras a assumirem o papel de protagonismo no setor”, completa.

“As mulheres já romperam com diversas barreiras e estereótipos. Com esse Prêmio teremos a oportunidade de reconhecer o protagonismo feminino no agronegócio de mulheres gestoras, trabalhadoras, motivadas e valentes”, destaca Marcello Brito, presidente do Conselho Diretor da ABAG.

 

Similar Articles

Já é Natal em Garanhuns, interior de Pernambuco

Já é Natal em Garanhuns, interior de Pernambuco 0

A abertura oficial do Natal em Garanhuns, a 272 quilômetros do Recife, foi no final

Fica mais fácil enfrentar a seca quando o pecuarista faz planejamento

Fica mais fácil enfrentar a seca quando o pecuarista faz planejamento 0

É importante o pecuarista se preparar para enfrentar a seca, planejando como vai alimentar o

Ministra diz que assistência técnica para pequeno produtor será prioridade em 2020

Ministra diz que assistência técnica para pequeno produtor será prioridade em 2020 0

As promessas da ministra Tereza Cristina, da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, ocorreram no Congresso Brasileiro

Novo decreto regulamenta e simplifica o plantio de cana-de-açúcar

Novo decreto regulamenta e simplifica o plantio de cana-de-açúcar 0

O novo decreto revoga um anterior com restrições que impactavam "negativamente as usinas de açúcar

OS búfalos no Estado de Pernambuco: Décadas de História

OS búfalos no Estado de Pernambuco: Décadas de História 0

Por: Ricardo Pessoa – Professor da UFRPE   O professor Ponce de Leon Filho registrou que os

CITEquin - Hospital do Cavalo, Paudalho-PE