Nordeste Rural | Homepage
/

Medidas para prevenir a gripe aviária no Brasil

🕔23.jul 2015

ok-avesO país nunca registrou qualquer caso da doença mas o governo não quer se descuidar e estimula os produtores a reforçar medidas de segurança já implementadas .   A recomendação do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) – distribuiu aos Estados e produtores nota com recomendações para redução do risco de introdução do vírus da gripe aviária – influenza aviária (IA) – por aves migratórias em decorrência de casos nos Estados Unidos e do início do período de migração de aves do Hemisfério Norte para o Hemisfério Sul.

O objetivo do comunicado com recomendações sanitárias aos Serviços Veterinários Oficiais (SVOs) dos estados e da União, aos produtores de aves e ao público em geral, é reforçar as medidas que possam impedir a entrada da doença no pais. O Mapa recomenda que as entidades desenvolvam ações de educação sanitária e avaliação clínica e epidemiológica nas propriedades com aves, além do treinamento de Grupos de Emergências Estaduais, entre outras medidas.

O setor produtivo deverá restringir a entrada de veículos, que deverão ser limpos e desinfetados antes do ingresso nas granjas. As empresas também deverão intensificar o controle de pragas, entre roedores e insetos, e a orientação aos trabalhadores quanto às medidas de biossegurança em geral e para o manuseio de animais doentes.

Todos os eventuais casos de síndrome respiratória grave entre trabalhadores deverão ser notificados aos serviços oficiais de saúde pública. Ao público em geral, a recomendação é evitar contato com aves silvestres ou domésticas doentes ou encontradas mortas. Caso isso ocorra, deve-se lavar bem as mãos com água e sabão e trocar as roupas antes de qualquer contato com aves sadias.

Os criadores de aves, comerciais ou não, devem reforçar as boas práticas e cuidados de biossegurança, evitando o contato com outras aves e também com aves silvestres. Qualquer ocorrência de mortalidade anormal ou doença com sinais compatíveis com a influenza aviária devem ser notificados ao Serviço Veterinário Oficial da unidade da Federação. Já os casos suspeitos de infecção de humanos por vírus da influenza aviária devem ser notificados imediatamente à vigilância epidemiológica da secretaria do município, estado ou diretamente ao Ministério da Saúde.

 

Similar Articles

Começa hoje a maior feira de tecnologia digital para a agricultura

Começa hoje a maior feira de tecnologia digital para a agricultura 0

O evento reunirá as maiores referências do digital e do agronegócio para discutir e apresentar

Receitas – Aprenda a combinar saladas e molhos

Receitas – Aprenda a combinar saladas e molhos 0

Os molhos sempre foram boas pedidas tanto para aqueles que já são fãs de saladas

A importância de fazer acompanhamento dos gastos para ter lucro na pecuária de corte

A importância de fazer acompanhamento dos gastos para ter lucro na pecuária de corte 0

O produtor que quiser se manter na atividade da pecuária de corte e obter lucro

Orientações para uso correto dos agrotóxicos

Orientações para uso correto dos agrotóxicos 0

Agrotóxicos fazem parte de um conjunto de tecnologias usadas nas atividades agropecuárias e que permitiram

Estudo diz que melhoramento genético na pecuária ajuda a reduzir os gases de efeito estufa

Estudo diz que melhoramento genético na pecuária ajuda a reduzir os gases de efeito estufa 0

O projeto “Pecuária de Baixa Emissão de Carbono: geração de valor na produção intensiva de

CITEquin - Hospital do Cavalo, Paudalho-PE