Nordeste Rural | Homepage

Investimentos e incentivo para expansão da avicultura no Maranhão

🕔10.abr 2016

avicultura no maranhãoUma reunião entre o Governo do Maranhão e os dirigentes da Bonasa Alimentos foi realizada para anunciar planos de expansão da empresa e as novidades do plano “Mais Avicultura” da Secretaria de Indústria e Comércio do Maranhão. Os novos investimentos anunciados, boa parte em razão da desoneração proporcionada pelo programa estadual ‘Mais Avicultura’, prevê gerar mais empregos e renda, além de estimular toda uma cadeia produtiva regional, que envolve produtores rurais e empresas.

A Bonasa decidiu instalar suas granjas de alta tecnologia no Maranhão já a partir de 2005, por acreditar no potencial do Estado para a avicultura; dessa forma, a companhia beneficia sete municípios e seu entorno: Estreito, Porto Franco, Campestre do Maranhão, São João do Paraíso e Ribamar Fiquene. Sua presença naquela região é positiva para movimentar a economia, tanto que até mesmo municípios do vizinho Estado do Tocantins são beneficiados com geração de empregos e renda.

Desses produtores, 14 avicultores integram esta próspera cadeia produtiva, geram empregos e renda nos municípios e produzem frangos de excelente qualidade para o consumo dos maranhenses. No momento, novos aviários estão em obras para ampliar ainda mais os benefícios socioeconômicos da atuação da Bonasa na região: logo serão inaugurados galpões de alta tecnologia em Porto Franco e em Estreito; outra dezena de aviários ainda aguardam aprovação do financiamento por instituição financeira.

Segundo a Secretaria de Indústria e Comércio do Maranhão, em apenas um ano de programa houve acréscimo de 15% na produção maranhense por mês, enquanto o Brasil registrou aumento de apenas 3,5%. Além de planejar abrir mais granjas de alta tecnologia no Maranhão, a Bonasa aguarda providências para que possa vir a exportar frangos pelo Porto do Itaqui (MA), ampliando suas contribuições para a economia. Entre as providências necessárias para isso está a instalação de equipamentos que permitam operações de armazenamento e transporte de contêineres frigorificados.

Já o Programa ‘Mais Avicultura’ prevê a concessão de benefícios fiscais para produtores de carne derivada do abate de frango e de ovos férteis ou não. Nas operações interestaduais, a redução da base de cálculo do ICMS no percentual de 41,67% de carne e demais produtos comestíveis, resfriados, congelados e outros subprodutos resultantes do abate de aves, de modo que a carga tributária resultante seja de 7%, e no caso dos pintos de um dia, nas operações interestaduais, a base de cálculo do ICMS fica reduzida em 60% em relação ao tributo anterior, de modo que o valor do imposto passa a ser de 4,8%.

 

 

Similar Articles

Começa hoje a maior feira de tecnologia digital para a agricultura

Começa hoje a maior feira de tecnologia digital para a agricultura 0

O evento reunirá as maiores referências do digital e do agronegócio para discutir e apresentar

Receitas – Aprenda a combinar saladas e molhos

Receitas – Aprenda a combinar saladas e molhos 0

Os molhos sempre foram boas pedidas tanto para aqueles que já são fãs de saladas

A importância de fazer acompanhamento dos gastos para ter lucro na pecuária de corte

A importância de fazer acompanhamento dos gastos para ter lucro na pecuária de corte 0

O produtor que quiser se manter na atividade da pecuária de corte e obter lucro

Orientações para uso correto dos agrotóxicos

Orientações para uso correto dos agrotóxicos 0

Agrotóxicos fazem parte de um conjunto de tecnologias usadas nas atividades agropecuárias e que permitiram

Estudo diz que melhoramento genético na pecuária ajuda a reduzir os gases de efeito estufa

Estudo diz que melhoramento genético na pecuária ajuda a reduzir os gases de efeito estufa 0

O projeto “Pecuária de Baixa Emissão de Carbono: geração de valor na produção intensiva de

CITEquin - Hospital do Cavalo, Paudalho-PE