Nordeste Rural | Homepage
Advertisement
[ X ]

Hipologia (Segredos da relação homem x cavalo)

🕔21.out 2014

hipologiaPor
Paulo Guilhon*

Qual seria o termo? Doma? Desbaste? Iniciação…?
A terminologia difere conforme aspectos de variada natureza. Acirradas discussões têm ocorrido com o intuito de fazer prevalecer este ou aquele termo e as justificativas que os embasam. Seja qual for a denominação conferida ao processo aqui abordado vejo-me incumbido de oferecer referências, não só pelo envolvimento direto com a atividade em pauta, mas sobretudo devido às constantes indagações rotineiramente encaminhadas por adeptos do cavalo.

O assunto, a meu ver, requer o reconhecimento da indiscutível subjetividade sugerida pelos modos de relacionamento homem/cavalo. Os princípios que regem as técnicas de criação, manejo e treinamento de cavalos são gerais, todavia, os meios para obtenção dos resultados pretendidos são pessoais. Este, o mais relevante fator/causa das infindáveis polêmicas eqüestres.

Façamos análises. O que é a equitação? Será possível encontrar diferentes respostas satisfatórias a tal pergunta. Pessoalmente entendo-a como linguagem de comunicação. Um código a ser reconhecido, assimilado e traduzido pelas partes que o utilizam. Linguagem singular, espetacular, empreendida entre duas espécies distintas, uma racional, outra irracional, com finalidades diversas.

O homem propõe situações. Cria contextos com variações das mais simples às mais complexas. Sugere parceria, hierarquiza-a em favor próprio. Estabelece metas, persegue-as. Arquiteta engenhos, cria exercícios. Extrai deles, movimentos, ritmos, velocidades: figuras! Captura vontades, dirige-as!
O cavalo dispõe-se mediante inevitável conquista. Serve ao conquistador. Recebe sinais, aprende a decodificá-los. Corresponde às sugestões. Oferece músculos, tensões e distensões; articulações, poderoso sistema de alavancas e suas flexões; ânimos, ímpetos, submissão.

A comunicação é estabelecida. O diálogo torna-se visível mesmo no silêncio e sutileza das trocas. Fusão de corpos, comunhão de interesses, cumplicidade comportamental. Esporte, ciência ou arte? Quaisquer dessas faces apresentam-se na apreciação do “centauro” devidamente constituído. Equitação é o código, a linguagem. Doma é a busca pelo estabelecimento dela entre nós e o cavalo.

Será possível ao homem desabilitado à prática dessa linguagem, ou seja, carente dos alicerces que fundamentam reconhecimento e domínio da mesma, apresentá-la e torná-la assimilável a terceiros, sejam eles homens ou cavalos? Dedicação aos estudos teóricos, e prática assídua dos conceitos recomendáveis, dão norte às aspirações dos que pretendam acessar o cavalo por meio dessa linguagem há muito engendrada, e aperfeiçoada ao longo dos tempos por equitadores de todas as épocas.

O equitador qualificado terá maiores probabilidades de êxito na iniciação de cavalos ao reconhecimento da equitação, pelo fato de estar munido de conhecimentos (teóricos e práticos) que lhe permitam a transmissão do código de comunicação, sem os percalços decorrentes da ausência desse requisito.

São em bom número as obras legadas por autores que versam sobre o tema equitação. Afirmativa igual refere-se a equitadores de nível superior em atuação contemporânea. Resta aos aspirantes, motivados por verídico interesse, o gesto de buscá-los e digeri-los.

*Hipólogo
pguilhoncavalos@yahoo.com.br

Similar Articles

Maior evento indoor do agronegócio nordestino já tem data para acontecer

Maior evento indoor do agronegócio nordestino já tem data para acontecer 0

É o 27º Agrinordeste que vai reunir expositores de onze estados brasileiros a partir do

Parceria vai melhorar o diagnóstico do mormo em cavalos

Parceria vai melhorar o diagnóstico do mormo em cavalos 0

Doença infecciosa que atinge principalmente os equídeos, o mormo pode causar grandes prejuízos para os

Como fazer e escolher as melhores plantas para o processo de ensilagem

Como fazer e escolher as melhores plantas para o processo de ensilagem

Para fazer a silagem de milho, utilizam-se as mesmas variedades para produção de grãos adaptadas

Alimento para caprinos e ovinos no período de escassez de pasto nativo

Alimento para caprinos e ovinos no período de escassez de pasto nativo

No período de chuva os criadores de caprinos e ovinos se despreocupam quanto a alimentação

Acrescentar vitaminas e minerais à ração animal ajuda na produtividade e sanidade do rebanho

Acrescentar vitaminas e minerais à ração animal ajuda na produtividade e sanidade do rebanho

Para um animal conseguir expressar o seu máximo potencial genético, alguns fatores importantes como ambiência,

CITEquin - Hospital do Cavalo, Paudalho-PE