Nordeste Rural | Homepage
Advertisement

Exportações de carne suína cresceram 17,6% este ano

🕔26.out 2017

carne suína 2E com isso, acumulam volume de vendas de US$ 1,248 bilhão. Desempenho é 17,6% superior ao registrado no ano anterior. A informação é da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA). As vendas realizadas entre janeiro e setembro totalizaram US$ 1,248 bilhão. No mesmo período do ano passado, foram obtidos US$ 1,061 bilhão.

Mas esse resultado tem números diferentes no volume embarcado entre janeiro e setembro chegaram a 530,8 mil toneladas, número 3,8% menor que o obtido no ano anterior, com 551,9 mil toneladas. No comparativo mensal, as vendas de setembro chegaram a 61 mil toneladas, desempenho 16,7% menor que o registrado no nono mês de 2016, com 73 mil toneladas (o maior resultado mensal já registrado pelas exportações brasileiras de carne suína). Com os embarques de setembro, o setor obteve US$ 139,9 milhões, receita 16,7% inferior ao anotado no mesmo mês do ano passado, com US$ 168 milhões.

Principal importadora de carne suína do Brasil, a Rússia foi destino de 210,3 mil toneladas entre janeiro e setembro, desempenho 11,7% superior que o obtido no mesmo período do ano passado (188,4 mil toneladas).

“A Rússia incrementou suas compras e a participação nas exportações totais do Brasil, sendo responsável por 40,8% das vendas brasileiras em 2017. O sólido relacionamento que construímos com o mercado russo foi especialmente notável este ano”, destaca Francisco Turra, presidente-executivo da ABPA.

No segundo posto, Hong Kong (principal destino da Ásia) importou 112,2 mil toneladas, número 10,8% em relação aos nove primeiros meses de 2016 (com 125,9 mil toneladas).

Destaque entre os importadores das Américas, a Argentina foi destino de 23,5 mil toneladas entre janeiro e setembro deste ano, volume 48,7% maior que o registrado no ano anterior (15,8 mil toneladas).

Maior importadora entre os países da África, para Angola foram embarcadas 23,2 mil toneladas entre janeiro e setembro (+14%, contra 20,4 mil toneladas em 2016).

Recém-aberto para as exportações de estados livres de aftosa com vacinação, e agregando um novo produto à pauta – a carne suína com osso – o mercado de Singapura registra elevação de 2,3% nas importações em 2017, com 24,9 mil toneladas – contra 24,4 mil toneladas entre janeiro e setembro do ano passado.

“Com a abertura para novos produtos e novas áreas exportadoras do Brasil, é esperado que Singapura assuma um papel ainda mais expressivo em nossas exportações a partir de 2018. Hoje é o quarto maior importador, responsável por 4,8% do total dos embarques brasileiros neste ano”, destaca Ricardo Santin, vice-presidente de mercados da ABPA.

Similar Articles

Artigo – O búfalo doméstico (Bubalus bubalis): esse animal existe sim!

Artigo – O búfalo doméstico (Bubalus bubalis): esse animal existe sim! 0

Por: Prof. Ricardo Pessoa com búfala na UFRPE Ricardo Pessoa - Professor da UFRPE   Os búfalos desempenham

Nove agricultoras do Brasil ganham o 2º Prêmio Mulheres do Agro

Nove agricultoras do Brasil ganham o 2º Prêmio Mulheres do Agro 0

As lideranças femininas no campo foram premiadas pelo 2º Prêmio Mulheres do Agro, realizado durante

Oportunidade para quem quiser fazer curso de produção orgânica de fruteiras

Oportunidade para quem quiser fazer curso de produção orgânica de fruteiras 0

O V FrutOrgânica, que a Embrapa Mandioca e Fruticultura e a Bioenergia Orgânicos vão fazer,

Peste suína chega a Alagoas e Adagro reforça vigilância sanitária na divisa de Pernambuco

Peste suína chega a Alagoas e Adagro reforça vigilância sanitária na divisa de Pernambuco 0

A confirmação do novo foco da peste suína, em Alagoas, foi feita pelo Ministério da

Dia mundial do ovo é comemorado hoje

Dia mundial do ovo é comemorado hoje 0

O ovo é conhecido como uma alimentação saudável e rica. No dia mundial do Ovo,

CITEquin - Hospital do Cavalo, Paudalho-PE