Nordeste Rural | Homepage
Advertisement
[ X ]

Especialistas descobrem que soja e algodão podem ser hospedeiros da mosca-branca que ataca o tomateiro

🕔17.dez 2014

Há mais de quatro anos, um grupo de pesquisadores da Embrapa vem realizando um trabalho de monitoramento da mosca-branca em lavouras de tomate. Os resultados preliminares indicam que a soja e algodão, cujos cultivos estão próximos ao tomateiro, servem como hospedeiras da praga e, possivelmente, como fonte de vírus na entressafra desta hortaliça.

Os danos que o inseto causa nesses cultivos, por meio da sucção da seiva, são secundários diante dos prejuízos da ferrugem e do bicudo, principais pragas da soja e do algodão, respectivamente. Contudo, em relação ao tomateiro, a mosca-branca atua como transmissora de begomovírus, que causa uma doença que compromete o desenvolvimento da planta e, por isso, reduz sobremaneira a produtividade.

“A pesquisa busca responder se as plantas que contribuem para a multiplicação da mosca-branca também são suscetíveis ao vírus. Na cultura da soja, por exemplo, os begomovírus não causam grandes problemas, apesar de estarem presentes”, esclarece a pesquisadora Alice Nagata, especialista em virologia, ao pontuar que o manejo em escala macrorregional é indispensável para eficiência no controle do inseto-vetor e para redução da incidência de viroses.

Assim, o manejo da mosca-branca realizado em uma única cultura ou em apenas algumas lavouras não alcança o efeito necessário para manter a população da praga dentro de níveis toleráveis. Por isso, o desafio da pesquisa, e também das políticas públicas, consiste em integrar as cadeias produtivas afetadas pelo inseto para que os prejuízos ocasionados sejam reduzidos a ponto de trazer ganhos para todas as culturas. Nessa conta, além de algodão e soja, é preciso incluir o feijão que, assim como o tomate, é muito suscetível aos vírus transmitidos pela mosca-branca.

De acordo com a pesquisadora, o manejo da praga visando o controle da virose deve ser feito com base em uma visão macro de toda paisagem agrícola. “O agricultor não pode ficar alheio às propriedades vizinhas. Por isso, seria desejável que, em um futuro próximo, houvesse uma associação das cadeias produtivas em prol da sustentabilidade do agroecossistema”, recomenda.

 

 

 

 

Similar Articles

Cuidados para combater a raiva bovina

Cuidados para combater a raiva bovina 0

A doença atinge todos os mamíferos e animais silvestres. O principal transmissor da raiva é

Estudo mostra quais as melhores regiões para plantar algodão herbáceo

Estudo mostra quais as melhores regiões para plantar algodão herbáceo 0

O levantamento mostra as melhores áreas de plantio do algodão herbáceo para o Distrito Federal

Maior evento indoor do agronegócio nordestino já tem data para acontecer

Maior evento indoor do agronegócio nordestino já tem data para acontecer 0

É o 27º Agrinordeste que vai reunir expositores de onze estados brasileiros a partir do

Receita – Empadão Sertanejo

Receita – Empadão Sertanejo 0

INGREDIENTES: Massa 3 xícaras de Farinha de Trigo Finna 250 g de margarina 1 gema 3 colheres de sopa de

Previsão de recorde na produção de grãos na safra 2018/2019

Previsão de recorde na produção de grãos na safra 2018/2019 0

Em comparação com a safra anterior, o crescimento será de 6% ou 13,7 milhões de

CITEquin - Hospital do Cavalo, Paudalho-PE