Nordeste Rural | Homepage

Em sentido contrário à crise exportações de couro brasileiro estão crescendo

🕔12.mai 2016

couro exportaçãoO Brasil apresentou crescimento em suas exportações de couros e peles no mês de abril. Foram 15,946 milhões de metros quadrados vendidos ao exterior neste período, o que significa uma alta de 2,3% em relação à metragem comercializada em abril de 2015 (15,589 milhões). A análise é feita pela inteligência comercial do Centro das Indústrias de Curtumes do Brasil (CICB) com informações da Secretaria de Comércio Exterior, do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC).

Considerando todo o quadrimestre do ano, a área de couro comercializada também apresenta crescimento: 8,7% a mais em metragem quadrada em relação aos quatro primeiros meses de 2015. Em reais, o valor exportado de janeiro a abril chegou à marca de R$ 2,663 bilhões, ou seja, 7,1% a mais ante o mesmo mês de 2015 (R$ 2,487 bilhões).

O presidente executivo do CICB, José Fernando Bello, sublinha que o crescimento nas exportações em 2016 se deu especialmente nos couros de maior valor agregado: 114,2% a mais na metragem de couros semiacabados e 16,4% a mais nos acabados de janeiro a abril em comparação com 2015. Fazer subir as vendas deste tipo de produto é um dos grandes objetivos da indústria nacional. “Esses são dados que têm sido muito celebrados e são fruto de uma grande mobilização em promover sustentabilidade, relacionamento comercial e aprimoramento da imagem do país junto aos mais de 80 países compradores de couro brasileiro.

Similar Articles

Duas sementes de mandioca adaptadas para o nordeste e principalmente a região do recôncavo baiano

Duas sementes de mandioca adaptadas para o nordeste e principalmente a região do recôncavo baiano 0

A recomendação dos pesquisadores da Embrapa é para o uso de duas variedades de mandioca

A falta de cuidado contra o ataque de vermes prejudica a pecuária brasileira

A falta de cuidado contra o ataque de vermes prejudica a pecuária brasileira 0

A presença de vermes (nematoides) gastrointestinais nos rebanhos de corte e leite pode trazer uma

Alerta aos agricultores contra o ataque do mofo-branco e a antracnose na lavoura de feijão

Alerta aos agricultores contra o ataque do mofo-branco e a antracnose na lavoura de feijão 0

O mofo-branco é uma das principais doenças da cultura do feijão e pode causar perdas

Nova pesquisa assegura: sombra no pasto não favorece o aumento da verminose no rebanho de corte

Nova pesquisa assegura: sombra no pasto não favorece o aumento da verminose no rebanho de corte 0

A incidência de verminoses em gado de corte em sistema silvipastoril (pecuária-floresta) não é maior

Especialistas brasileiros se preparam para bloquear a entrada de vinte pragas que prejudicam as lavouras

Especialistas brasileiros se preparam para bloquear a entrada de vinte pragas que prejudicam as lavouras 0

O bloqueio a vinte pragas consideradas prioritárias pelos prejuízos econômicos que podem causar, já começou

CITEquin - Hospital do Cavalo, Paudalho-PE