Nordeste Rural | Homepage
Advertisement

Em janeiro o Brasil exportou mais carne de frango do que em dezembro do ano passado

🕔06.fev 2018

carne de frangoComparando as exportações mês a mês e este ano com o ano passado, os números fazem uma ciranda: ora aumentam ora diminuem. É o caso, por exemplo, do levantamentos da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) que mostram que os embarques de carne de frango, considerando todos os produtos, entre in natura e processados, totalizaram 330,9 mil toneladas em janeiro, deste ano. É um saldo é 8,8% inferior ao obtido no mesmo mês de 2017. Que teve 362,9 mil toneladas exportadas. O número de janeiro, no entando, supera em 3% o desempenho das exportações em dezembro do ano passado, que ficou em 321,1 mil toneladas.

O saldo total das exportações gerou uma receita de US$ 521,9 milhões, número 13,3% menor que os US$ 601,7 milhões obtidos em janeiro do ano passado, e 0,1% inferior ao resultado de dezembro, com US$ 522,5 milhões. “As exportações de janeiro deste ano apresentaram excelente desempenho quando comparamos com o histórico dos embarques registrados no período, exceto diante dos números de janeiro de 2017, quando houve uma alta histórica. As vendas para os Emirados Árabes Unidos, Japão e África do Sul foram os destaques positivos neste início de ano”, analisa Francisco Turra, presidente-executivo da ABPA.

Nos outros segmentos de carnes exportadas, a carne suína in natura totalizou 45,2 mil toneladas em janeiro deste ano, volume 17% inferior às 54,5 mil toneladas embarcadas em janeiro de 2017, mas 3% superior ao volume embarcado em dezembro, de 43,9 mil toneladas. Com isto, a receita das vendas do primeiro mês de 2018 chegou a US$ 97,5 milhões, número 21,8% menor que os US$ 124,6 milhões de janeiro do ano passado, e 4,3% inferior ao saldo de dezembro, com US$ 101,9 milhões.

“As fortes vendas para a China e Hong Kong diminuíram os impactos causados pelo embargo russo à carne suína brasileira. O mercado chinês, por exemplo, incrementou suas compras em mais de 120% em relação à janeiro de 2017”, aponta Turra.

Similar Articles

A possibilidade de bons negócios leva o produtor rural correr aos bancos e aumentar o volume de contratação do crédito agrícola

A possibilidade de bons negócios leva o produtor rural correr aos bancos e aumentar o volume de contratação do crédito agrícola 0

As contratações de crédito agrícola, no primeiro bimestre do Plano Agrícola e Pecuário 2018/19, tiveram

Entenda as diferenças de bovinos criados em confinamento e os criados a pasto

Entenda as diferenças de bovinos criados em confinamento e os criados a pasto 0

É no campo que quase tudo acontece, com a alimentação do animal cumprindo papel determinante

Os benefícios da castanha-do-brasil para a saúde humana

Os benefícios da castanha-do-brasil para a saúde humana 0

Versátil e nutritiva, a castanha-do-brasil ou castanha-do-pará, um dos produtos mais comuns e famosos da

Controle da plantação de mandioca no semiárido usando o sistema de produção agroecológica

Controle da plantação de mandioca no semiárido usando o sistema de produção agroecológica 0

O sistema de produção agroecológico visa o resgate de práticas agrícolas já conhecidas pelos produtores,

Aprenda a cultivar e processar a colheita da erva-doce

Aprenda a cultivar e processar a colheita da erva-doce 0

A erva-doce é uma planta cultivada em quase todo o Brasil. Na Região Nordeste, o

CITEquin - Hospital do Cavalo, Paudalho-PE