Nordeste Rural | Homepage
Advertisement

Dicas para o consumidor armazenar e manipular ovos in-natura

🕔14.jul 2020

Ovos - cuidadosA produção de ovos de qualidade e seguros envolve uma série de medidas preventivas que começam na criação das aves e terminam no local onde serão consumidos. Afinal, uma maneira eficaz de consumir ovos com segurança começa em saber como comprar, armazenar, manusear e preparar o alimento. Em tempos de pandemia então, o lema é atenção redobrada às práticas de higiene e conservação.

Os cuidados nos pontos de venda, principalmente em supermercados e demais pontos de venda, os ovos devem ser mantidos em lugar fresco e arejado, onde a temperatura não ultrapasse 25°C. Eles devem ser expostos de forma que a casca não seja danificada e não devem permanecer próximos a outros alimentos que tenham um odor mais forte (por exemplo, alho e desinfetante). Devido à casca porosa, os ovos podem absorver odores e sabores estranhos do ambiente de armazenamento.

Não podemos esquecer que a embalagem dos ovos fica exposta nos pontos de venda e pode ser manipulada por outras pessoas. Por isso, recomenda-se ao consumidor retirá-los da embalagem e guardá-los em local onde não sofram variação de temperatura nem qualquer tipo de impacto para evitar possíveis contaminações.

A indicação da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) é manter os ovos, preferencialmente, refrigerados. Inclusive, essa informação é obrigatória nos rótulos do produto. A Katayama Alimentos determina que o prazo de validade dos seus ovos é de 25 dias, em temperatura ambiente.

De acordo com Camila Cuencas, Gestora de Operações Industriais da empresa, a recomendação é manter os ovos sob refrigeração no local de consumo (em casa, por exemplo), para que eles permaneçam num ambiente mais controlado e menos suscetíveis a contaminações. “Na geladeira, dificilmente sofrerão variação de temperatura, a exemplo do que acontece quando são mantidos em uma bancada ao lado do fogão”.

Camila adverte que os ovos devem ser guardados em recipientes adequados, nas prateleiras da parte interna da geladeira, e não na porta, evitando contato com qualquer outro alimento que possa contaminar a casca, como carnes e outros produtos crus. “Na lateral ou porta da geladeira, temos variação constante de temperatura e há maior chance de ocorrer trincas, aumentando, assim, os riscos de contaminação”.

Não é indicado lavar os ovos antes de guardá-los na geladeira. A lavagem prematura pode causar contaminação na sua parte interna devido à porosidade da casca e com isso aumentar as chances de contaminação. Na indústria, eles são lavados com água potável com cloro a uma temperatura adequada entre 35 a 45°C. Por fim, é importante lavar com água e sabão as superfícies de trabalho, utensílios e mãos antes de manusear o produto.

Em resumo, as dicas de segurança alimentar são:

Compre sempre ovos de origem conhecida e inspecionados pelos serviços oficiais;

Certifique-se da data de validade e que os ovos não estejam com a casca suja, trincada ou quebrada;

Mantenha-os em local limpo, fresco e arejado, preferencialmente em refrigeradores;

Evite armazenar na porta do refrigerador, que sofre maior variação de temperatura e risco de quebra;

Lave os ovos somente quando for utilizá-los;

Lave com água e sabão as superfícies de trabalho, utensílios e mãos antes de manusear o produto;

De preferência, consuma os ovos bem fritos e cozidos, tal como nos alimentos que os utilizam. Nas receitas que indicam ovos crus, procure escolher ovos certificados pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e que estejam bem frescos e com a casca intacta.

 

 

CITEquin - Hospital do Cavalo, Paudalho-PE