Nordeste Rural | Homepage
Advertisement
[ X ]

Cuidados para evitar a transmissão da febre maculosa transmitida pelo carrapato estrela

🕔28.jun 2015

carrapatoA febre maculosa é transmitida pela forma ainda imatura do carrapato estrela, que se infecta ao sugar o sangue do animal silvestre portador da bactéria causadora da doença. Ao ter contato com o carrapato, o ser humano pode desenvolver a enfermidade, que pode levar à morte. Existem várias medidas simples que podem evitar o contágio da febre maculosa. A primeira delas é a utilização de roupas adequadas, como botas e blusas com mangas compridas, durante o trabalhar no campo, principalmente entre maio e outubro, período em que os carrapatos costumam ser encontrados na forma imatura, em que mais transmitem a doença. Outra recomendação é procurar caminhar sempre por trilhas, evitando passar por áreas com mato, mesmo que este esteja baixo. Além disso, o trabalhador deve fazer inspeções constantes pelo corpo, durante a lida no campo e ao final do dia.

A melhor maneira de capturar os carrapatos é utilizando o lado adesivo de pedaços de esparadrapo. Aqueles que forem catados devem ser jogados em água fervente ou queimados. Eles nunca devem ser espremidos entre os dedos pois dessa forma libera-se  a bactéria causadora da febre maculosa.  A pesquisadora da Embrapa Gado de Leite, Márcia Prata aconselha que é  válido ressaltar que o carrapato estrela, ao contrário dos carrapatos dos bovinos, cavalos e gambás, por exemplo, não escolhem hospedeiros, portanto todos os animais podem ser vítimas, inclusive os domésticos. Se forem infectados, a recomendação é utilizar um carrapaticida adequado. A aplicação deve seguir as orientações contidas na bula do medicamento para a correta aplicação e utilização da dose adequada. É imprescindível o uso de luvas durante a manipulação do produto.

Os pesquisadores reforçam, ainda, a limpeza das instalações onde os animais ficam ou circulam, como canis, baias, currais, jardins e quintais, já que 95% dos carrapatos encontram-se no ambiente. O uso de lança-chamas e vassouras de fogo é bastante eficaz no combate aos carrapatos.

Em caso de contágio, o tratamento da febre maculosa, que deve ser feito com antibióticos prescritos pelo médico, é eficiente quando a doença é diagnosticada no início. Portanto se entre dois e 14 dias a pessoa que teve contato com o carrapato apresentar sintomas como febre alta, dores de cabeça fortes, dores pelo corpo, falta de apetite, enjoo, calafrios e desânimo deve procurar um profissional de saúde com urgência. O paciente contaminado pode apresentar, ainda, manchas pelo corpo, o que facilita o diagnóstico. Mas como nem sempre as manchas estão presentes, é importante relatar ao médico que houve contato com carrapato.

 

Similar Articles

Cuidados para combater a raiva bovina

Cuidados para combater a raiva bovina 0

A doença atinge todos os mamíferos e animais silvestres. O principal transmissor da raiva é

Estudo mostra quais as melhores regiões para plantar algodão herbáceo

Estudo mostra quais as melhores regiões para plantar algodão herbáceo 0

O levantamento mostra as melhores áreas de plantio do algodão herbáceo para o Distrito Federal

Maior evento indoor do agronegócio nordestino já tem data para acontecer

Maior evento indoor do agronegócio nordestino já tem data para acontecer 0

É o 27º Agrinordeste que vai reunir expositores de onze estados brasileiros a partir do

Receita – Empadão Sertanejo

Receita – Empadão Sertanejo 0

INGREDIENTES: Massa 3 xícaras de Farinha de Trigo Finna 250 g de margarina 1 gema 3 colheres de sopa de

Previsão de recorde na produção de grãos na safra 2018/2019

Previsão de recorde na produção de grãos na safra 2018/2019 0

Em comparação com a safra anterior, o crescimento será de 6% ou 13,7 milhões de

CITEquin - Hospital do Cavalo, Paudalho-PE