Nordeste Rural | Homepage
Advertisement

Cuidados com as doenças ortopédicas em potros

🕔29.mar 2016

potrosAs Doenças Ortopédicas do Desenvolvimento (DODs), que ocorrem nos potros, são consideradas uma das maiores dificuldades encontradas pelos criadores em todo o mundo, pela grande incidência entre estes animais, que podem comprometer seu desempenho atlético.

Qualquer distúrbio hereditário ou adquirido, que interfira no desenvolvimento, formação dos ossos e articulações dos potros em crescimento. Durante o crescimento ósseo, ocorre uma alteração no processo de ossificação endocondral. As DODs mais comuns são: Fisites, Osteocondrose (Lesões Subcondrais Císticas e Osteocondrite Dissecante), Deformidades Angulares e Deformidades Flexurais.

Existem diversos fatores que contribuem para a formação das doenças ortopédicas: hereditários (genéticos); nutricionais; traumas; exercício físico precoce e/ou em terrenos duros e disfunção hormonal (hipotireoidismo).

Quanto aos fatores hereditários, podemos considerar a raça do animal – as de grande porte apresentam taxa de crescimento maior do que as demais; problemas de conformação; tipo corpóreo; estrutura óssea e massa corporal – que são características transmitidas geneticamente e podem gerar pressão excessiva na placa de crescimento.

Já o fator nutricional é um dos principais vilões no desenvolvimento das DODs. O fornecimento de dietas ricas em energia acelera a taxa de crescimento do animal e faz com que o processo de diferenciação celular da cartilagem seja insuficiente. Isto provoca falha na ossificação endocondral e deixa a placa metafisária espessada. Além disso, a aceleração do crescimento faz com que os tecidos moles não acompanhem os ossos. Outro fator importante relacionado à alimentação é iniciar o fornecimento de ração para os potros que ainda são amamentados, no máximo com três meses de idade – nesta fase o leite da égua já não é mais nutricionalmente eficaz e o potro ainda não terá uma perda de peso tão significativa quando for desmamado.

Normalmente, na fase do desmame, o potro tem uma grande perda de peso – que geralmente é compensada com o início do fornecimento ou um aumento da quantidade de ração. Isso faz com que o animal ganhe peso de uma só vez – chamado de ganho de peso compensatório – um dos momentos mais marcantes de início das DODs, pois, além do ganho de peso abrupto, ocorre também um crescimento rápido.

Desta forma, podemos concluir que a prevenção das doenças ortopédicas do desenvolvimento começa com uma boa alimentação da égua em gestação, que deve receber um produto com um nível maior de proteína, a fim de produzir um leite de boa qualidade e nutritivo para o potro (Equitage 15). Porém, devemos evitar obesidade nas éguas que pode auxiliar na formação de deformidades angular e flexurais devido à diminuição do espaço intra-uterino.    A prevenção continua com a nutrição balanceada dos potros desde o nascimento, iniciando o fornecimento a partir de 30 dias de idade, com um produto apropriado para potros em crescimento com boa digestibilidade  (Equitage Potro Extrusada) até os 18 meses de vida.  Além disso, é fundamental um bom manejo e criação, evitar o trabalho precoce (antes de 10 meses de idade) e realizar bons cruzamentos genéticos.

 

Similar Articles

Um exemplo comunitário: um movimento espalha hortas orgânicas por uma cidade britânica

Um exemplo comunitário: um movimento espalha hortas orgânicas por uma cidade britânica 0

Foto: Vamos comer melhor Agora, na cidade inglesa de Todmorden, a pequena população de 17

Consultas públicas para regulamentação da produção de queijo minas meia cura e outros queijos

Consultas públicas para regulamentação da produção de queijo minas meia cura e outros queijos 0

Este queijo é um produto tradicionalmente brasileiro, com fabricação originária em Minas Gerais, mas atualmente

Será instalado hoje em Pernambuco o Comitê estadual do AgroNordeste

Será instalado hoje em Pernambuco o Comitê estadual do AgroNordeste 0

A criação do comitê estadual do Agronordeste, em Pernambuco será implantado nesta sexta-feira, com a

Receita – Espaguete com Frango aos 4 queijos

Receita – Espaguete com Frango aos 4 queijos 0

INREDIENTES: 1 embalagem de Espaguete Speciale Vitarella 1 kg de peito de frango 5 dentes de alho 600 g

Prêmio para um programa de apoio ao produtor de leite

Prêmio para um programa de apoio ao produtor de leite 0

É o Programa Balde Cheio da Embrapa, criado há 21 anos, para facilitar a transferência

CITEquin - Hospital do Cavalo, Paudalho-PE