Nordeste Rural | Homepage

Cresce a produção de tilápia no Brasil

🕔23.abr 2017

tilápia produçãoClima favorável, a rusticidade da espécie aceitando diferentes sistemas de produção; alta demanda dos produtos; além do bom resultado em cultivos intensivos, todos esses fatores contribuíram para alavancar a produção da tilápia no País. Nos últimos dez anos, entre 2005 e 2015, a produção do peixe mais cultivado no Brasil, a tilápia (Oreochromis niloticus), deu um salto de 80% com a modernização e a intensificação da produção tanto em tanques-rede em reservatórios como nos viveiros escavados.

Esses dados foram observados durante a execução do projeto “Impactos socioeconômicos da tilapicultura no Brasil” executado pela Embrapa Pesca e Aquicultura (TO) e parceiros, que visitou sete grandes polos de produção da espécie: Orós e Castanhão, no Ceará; Submédio e Baixo São Francisco, na divisa dos estados da Bahia, Pernambuco e Alagoas; Ilha Solteira, na divisa de São Paulo com Mato Grosso do Sul, regiões Norte e Oeste do Paraná e Baixo Vale do Itajaí, em Santa Catarina.

A regulamentação do uso das águas públicas para cultivos intensivos de peixes em tanques-rede impulsionou o cultivo da tilápia, sendo a espécie responsável por 90% das solicitações de áreas aquícolas no País. A médica-veterinária Renata Melon Barroso, da Embrapa Pesca e Aquicultura (TO), coordenadora do projeto, comenta: “A concessão do uso de águas de lagos e reservatórios de hidrelétricas permitiu que piscicultores iniciassem a produção sem precisar ter a posse dessas águas, acelerando o crescimento dessa indústria no País”.

De acordo com a especialista, a justificativa do aumento da produtividade seria o maior profissionalismo dos piscicultores que compreendem que, para serem competitivos e se manterem na atividade, é necessário ter controle do seu negócio, usar mecanismos de registros de custos, maior cuidado com o manejo e da qualidade das águas de cultivo. A rentabilidade da tilapicultura, que pode variar de 10 a 20% para o produtor, tem levado a um maior investimento com aquisição de equipamentos que melhoram a qualidade da água e automatizam o cultivo, assim como em rações premium. Nos polos mais tecnificados, os cientistas observaram o uso de aeradores, ventiladores que aumentam a quantidade de oxigênio na água, permitindo a criação de mais animais no mesmo espaço, alimentadores automáticos, classificadores e contadores, entre outros equipamentos.

 

Similar Articles

O crescimento da produção de peixes no Brasil

O crescimento da produção de peixes no Brasil 0

Um levantamento estatístico feito pela Associação Brasileira de Piscicultura, publicado no Anuário Brasileiro de Piscicultura

Agronegócio brasileiro exporta mais 23,7% em setembro

Agronegócio brasileiro exporta mais 23,7% em setembro 0

As exportações brasileiras do agronegócio aumentaram 23,7% em setembro, em relação ao mesmo mês de

Empresários do agronegócio brasileiro podem participar de rodada de negócios com  investidores dos Emirados Árabes

Empresários do agronegócio brasileiro podem participar de rodada de negócios com investidores dos Emirados Árabes 0

Estão abertas as inscrições para o Brazil-United Arab Emirates Agribusiness Investor Road Show, evento que

Cientistas descobrem substâncias anticancerígenas na graviola

Cientistas descobrem substâncias anticancerígenas na graviola 0

                          São as acetogeninas anonáceas, substâncias bioativas identificadas na gravioleira que vêm chamando a atenção dos

Receita – Estrogonofe de carne

Receita – Estrogonofe de carne 0

Foto Seleção Gourmet INGREDIENTES PARA O ESTROGONOFE 500g de filé mignon 250g de cogumelos frescos 750g de creme

CITEquin - Hospital do Cavalo, Paudalho-PE