Nordeste Rural | Homepage

Carne de Nelore pode ganhar mais sabor e qualidade com descoberta científica

🕔08.jun 2018

nelore - de frenteA raça Nelore é a mais comum no Brasil e responde por 80% do rebanho bovino nacional. Agora,pesquisadores deram um passo importante no uso da informação genética para melhorar a qualidade da carne e a eficiência alimentar em bovinos da raça. Eles conseguiram identificar regiões do genoma que controlam a expressão dos genes relacionados a essas características. O avanço permitirá o uso da biotecnologia para realizar melhoramentos com mais precisão no intuito de obter animais com desempenho zootécnico aprimorado e que ofereçam carne de melhor qualidade, características extremamente interessantes para o mercado.

A pesquisadora da Embrapa Pecuária Sudeste, em São Paulo, Luciana Regitano faz parte do grupo que desenvolve esses estudos. Segundo ela, a pesquisa conseguiu juntar a informação dos marcadores de DNA com a informação da quantidade de RNA de cada gene no músculo do animal. Essa conexão permitiu elaborar o mapa do genoma do Nelore para identificar as regiões que mais interferem no nível de expressão do gene, o que a ciência chama de eQTL (Expression Quantitative Trait Loci). A cientista ressalta que esse trabalho fecha uma lacuna no conhecimento sobre o tema.

A informação genética contida no DNA do Nelore nem sempre se manifesta no animal. Características ligadas à qualidade da carne, como maciez e quantidade de gordura subcutânea, por exemplo, só estarão expressas se, em determinado momento, o DNA conseguir transmitir essa informação para que ela se torne “visível” no bovino. Para descobrir esse mecanismo de transmissão, cientistas estão investindo na conexão de informações de diferentes origens.

Os pesquisadores agora esperam identificar quais são as mutações nos genes que propiciariam a edição do genoma. Em caráter experimental, a edição já é feita, mas um dos grandes pontos ainda em aberto é conhecer quais mutações determinam um fenótipo como, por exemplo, aquelas que resultarão em animais mais produtivos ou menos produtivos.

A pesquisa genômica procura detalhar mecanismos biológicos que explicam diferenças na quantidade de gordura subcutânea, gordura entremeada na carne, no perfil de ácidos graxos e outras características do Nelore. Até o momento, após a análise de 800 animais, os estudos apresentam uma extensa variação genética do Nelore para essas características que interessam à produção.

 

Similar Articles

Conheça tudo sobre a bebida mais brasileira de todas

Conheça tudo sobre a bebida mais brasileira de todas 0

A denominação de origem da Cachaça é o Brasil. A bebida tem cerca de 500

A importância das vitaminas para a boa formação dos animais

A importância das vitaminas para a boa formação dos animais 0

A vitamina A é essencial para o crescimento, reprodução (espermatogênese), proteção dos epitélios (pele, mucosas

Suplementação de vitaminas para bovinos garante melhor produtividade do rebanho

Suplementação de vitaminas para bovinos garante melhor produtividade do rebanho 0

Suplementação de vitaminas A, D e E, uma das medidas adotadas nas propriedades para manutenção

Uma farinha de feijão de corda é a base para um tipo de biscoito mais nutritivo e sem glúten

Uma farinha de feijão de corda é a base para um tipo de biscoito mais nutritivo e sem glúten 0

Os biscoitos feitos à base de feijão-caupi têm uma boa textura e coloração atraente. O

Uma ideia que pode se espalhar pelo Brasil: união de bares para vender vinhos mais baratos

Uma ideia que pode se espalhar pelo Brasil: união de bares para vender vinhos mais baratos 0

É o 3º Festival Vinho no Boteco que acontec entre os dias 16 de agosto

CITEquin - Hospital do Cavalo, Paudalho-PE